Sergipe

29/01/2010 às 09h25

Atendentes do Ciosp estão sendo ameaçados

Redação Portal A8

Na manha desta sexta-feira (29), um funcionário do Centro Integrado de Operação em Pública (CIOSP), em entrevista  a um programa de rádio, afirmou que a atendente de pré- nome ‘Rafaela`, que atendeu ao chamado do comerciante Eraldo de Jesus dos Santos, 41 anos, que morreu assassinado na última segunda-feira (25), teve apenas três dias de treinamento e foi indicada por políticos para o trabalho.

De acordo com o funcionário, há no local 12 atendentes que não tiveram treinamento e que estão trabalhando por indicação política, um inclusive que trabalha no período da noite não sem nem digitar. Em contra partida há no cadastro de reserva do Ciosp 40 pessoas que receberam um treinamento de três meses.

Ameaças - Depois da morte do comerciante na última segunda-feira(25) várias pessoas estão ligando para o Ciosp ameaçando os atendentes.