Sergipe

28/01/2010 às 22h01

Secretária da Cultura fala sobre resultados do Projeto Verão

Além disso, Eloísa Galdino também revelou os planos para o carnaval 2010 em Sergipe

Redação Portal A8

 

Secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino (Foto: Atalaia Agora)

Em entrevista para o Portal Atalaia Agora, a secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, conversou sobre os objetivos e resultados do Projeto Verão Sergipe 2010, que no próximo final de semana irá armar a arena na praia da Caueira, última etapa do Projeto no interior. Além disso, a secretária revelou as expectativas para o carnaval 2010 em todo o Estado.

 

Atalaia Agora: Qual a importância do Projeto Verão para o turismo no estado de Sergipe?

Eloísa Galdino: Desde o princípio esse Projeto foi pensado como um evento que é um ‘mix` de cultura, esporte e celebração da música sergipana. O Projeto Verão Sergipe foi pensado como um produto turístico e acabou se tornando um marketing turístico para vender o Estado, por isso ele é vendido antecipadamente para garantirmos o aumento do fluxo e da movimentação dos nossos visitantes.

A.A: O objetivo do Projeto em relação ao aumento do número de turistas no Estado está sendo cumprido?

E.G: Os números mostram que o nosso objetivo vem sendo alcançado, os hotéis estão com 98% de ocupação no mês de janeiro, o que é um marco na história do verão em Sergipe. Além disso, quem transita pelas ruas da Capital percebe a presença dos turistas, o que é uma prova de que o Estado é a bola da vez.

A.A: O esporte, que também é contemplado no Projeto Verão, também está alcançando resultados positivos?

E.G: Nós trabalhamos com um ‘mix` e o esporte é parte fundamental, pois o Verão Sergipe começou com as arenas montadas nas praias e com a prática de esportes como o Surf, Vôlei de praia, futebol, entre outras atividades. A prova dessa importância, é que nessa edição tivemos mais de 800 inscritos, o espírito de competitividade está presente, mas de maneira fraternal e pacífica. O esporte também é essencial, pois é uma ferramenta de inclusão social e faz com que a juventude também participe do Verão Sergipe.

A.A: Recebemos comentários a respeito da programação do evento, que segundo algumas pessoas deveria ter uma programação mais popular, a critica procede?

E.G: Na montagem da programação buscamos contemplar todos os gostos, já tivemos samba, música baiana, rock popular, pois o nosso objetivo é fazer um evento que seja abrangente. Em Laranjeiras, por exemplo, tivemos bandas renomadas e também abrimos espaço para a cena musical sergipana. O grande foco do Verão Sergipe é a diversidade, tanto na forma como no conteúdo.

A.A: Para o próximo ano, existe alguma previsão de mudança?

E.G: Penso em algumas mudanças, mas é apenas um opinião pessoal. É importante dizer que teremos um processo eleitoral e ninguém sabe o que pode acontecer, mas acredito que se esse Projeto se consolidar, mesmo que tenhamos outro resultado, haverá uma ampliação dele. Acredito na inclusão de mais uma praia do litoral sul na programação, assim encaixaríamos mais um final de semana e fecharíamos o ciclo até o final de fevereiro.

A.A: O carnaval do Estado, tem alguma programação especial?

E.G: Tradicionalmente o governo investe no carnaval com foco nas cidades com a festa mais consolidado, pois não podemos analisar de maneira homogênea .Temos alguns destaques como Pirambu, Neópolis, Canindé, Caueira, que receberão um auxílio através do Fundo Estadual de Patrocínio. Será um investimento de quase dois milhões de reais no carnaval em Sergipe, distribuídos em várias cidades, mesmo aquelas que têm uma festa menor. Os municípios receberão de 40 mil a 300 mil reais.

A.A: E o carnaval na Capital, haverá uma parceira entre Prefeitura e Governo do Estado?

E.G: O governo optou pelo apoio aos carnavais das prefeituras, ele não é executor de uma ação carnavalesca. Por isso, Aracaju receberá auxílio assim como outras cidades com tradição no carnaval. Este ano vamos revitalizar o carnaval de rua, com o retorno dos blocos que já voltaram a cena nos últimos anos.