Sergipe

20/01/2010 às 08h20

Polícia prende acusado de matar perito da Polícia Civil

Redação Portal A8

A assessoria da Polícia Civil de Alagoas anunciou hoje a prisão de mais um acusado pelo triplo homicídio ocorrido no último dia 11, no Pontal do Peba, em Piaçabuçu. Valdemar da Silva Neto, acusado de matar o perito criminal de Sergipe, Sérgio Figueiredo, 54, já está atrás das grades.

Valdemar da Silva Neto, conhecido por "Neto", 25 anos, foi localizado no escritório de um advogado em Aracaju, Sergipe, para onde teria fugido depois do crime. A prisão de "Neto" foi feita por policiais de Sergipe que haviam recebido os mandados judiciais da 17ª Vara Criminal da Capital alagoana.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, as investigações foram feitas e o crime já foi esclarecido. Alexsandro dos Santos, 33, foi preso no bairro do Rio Novo, na última quinta-feira. Depois do depoimento dele e de testemunhas, o delegado Paulo Cerqueira explicou que Valdemar da Silva Neto foi quem atirou no perito criminal sergipano Sérgio Figueiredo e no barbeiro Francisco Calixto - assassinado porque teria presenciado o crime. O empresário Jamyl Teixeira, amigo do perito, foi assassinado pelo homem conhecido por Marquinhos. O outro acusado na ação criminosa, de nome Alan, era quem dirigia o veículo Pólo sedan, de cor prata, onde estavam os criminosos.

A polícia prossegue, agora, em diligências para prender mais dois envolvidos, identificados como Alan e Marquinhos.

Crime

Na noite da segunda-feira, dia 11, o grupo assaltou um comerciante, houve tumulto e os criminosos teriam matado o barbeiro porque ele teria visto as cenas do crime. O perito criminal teria se identificado, na tentativa de ajudar o comerciante, mas ele e o amigo foram mortos a tiros.

José Jamyl Teixeira ainda foi socorrido, mas não resistiu. Já o filho do perito criminal, um adolescente, conseguiu escapar com vida porque dormia dentro do carro.

A Polícia descobriu que o crime aconteceu por causa de um assalto e que o grupo já havia cometido outros ataques contra estabelecimentos comerciais e pessoas na região. O grupo é responsável pelo assalto a uma fábrica de gelo, um bar e um mercadinho ocorridos no Pontal do Peba.

 

Fonte: Tudo na Hora