Sergipe

08/01/2010 às 15h44

Representante da Unesco visita obras em São Cristovão

A candidatura da cidade histórica sergipana será julgada no final de julho em Brasília

Redação Portal A8

A coordenadora de Cultura da União das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação (Unesco), Jurema Machado, realizou uma visita de cortesia a cidade histórica do município de São Cristóvão, candidata a patrimônio da humanidade através da Praça de São Francisco. O Governo de Sergipe tem buscando viabilizar a candidatura da Praça São Francisco como Patrimônio Cultural da Humanidade, título que reconhece a importância de bens culturais em patrimônios de todos os povos.

"Fiquei bem impressionada com essa cooperação dos governos estadual, federal e municipal, igreja e sociedade. Vi um conjunto de atores trabalhando juntos e todas as ações estabelecidas estão aflorando com êxito. Eu vim para o 35º Encontro Cultural de Laranjeiras e aproveitei para vir aqui. Já devia uma visita há muito tempo para acompanhar o trabalho da preparação do dossiê. Esses títulos do patrimônio mundial têm o objetivo de criar uma mobilização da comunidade", disse Jurema Machado, coordenadora da Unesco pelo Brasil.

Investimentos

Em São Cristóvão, a quarta cidade mais antiga do país, já foram restaurados o Sobrado da Antiga Ouvidoria, a Praça São Francisco e os elementos artísticos do Convento Santa Cruz. Foram realizadas também obras de requalificação da Praça Senhor dos Passos, Largo do Carmo, Praça da Bandeira e Fachada dos Capuchinhos, além de estarem em andamento a restauração do Museu Histórico do Estado de Sergipe e de alguns imóveis privados no município. Somente nessas ações foram investidos quase R$ 1,7 milhão, dos quais mais de R$ 550 mil oriundos pelo Governo de Sergipe.

Estão previstas ainda as restaurações dos elementos artísticos do Museu de Arte Sacra, do Lar Imaculada Conceição e da Igreja Nossa Senhora do Rosário, a restauração da sede da Prefeitura e do Lar da Imaculada Conceição, a requalificação de diversos espaços públicos e a restauração da sede da antiga delegacia da cidade, que será transformada no Museu da Polícia Militar. Nestas obras os investimentos deverão chegar a quase R$ 4 milhões, sendo que mais de R$ 750 mil serão provenientes do tesouro estadual.

A candidatura da cidade histórica sergipana será julgada durante a 34° Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco a ser realizada no final de julho deste, em Brasília, por ocasião da comemoração dos 50 anos da capital federal.

Fonte: ASN