Sergipe

15/10/2009 às 09h08

Área de circunscrição policial da 5ª Delegacia Metropolitana é ampliada

Redação Portal A8

Desde o dia 18 de setembro deste ano a 5ª Delegacia Metropolitana, localizada no conjunto João Alves Filho, em Nossa Senhora do Socorro, passa a concentrar, também, a área de atuação que antes era atendida pela 9ª Delegacia Metropolitana, localizada no conjunto Fernando Collor. A iniciativa, que partiu da Coordenadoria de Polícia Civil da Capital (Copcal), visa compatibilizar a área de atuação investigativa com a do policiamento ostensivo desenvolvido pela Polícia Militar.

Os conjuntos Marcos Freire I e III, Albano Franco I, II e III, Fernando Collor, Novo Horizonte e Estiva, além do Complexo Taiçoca e Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro que antes eram atendidas pela 9ª DM fazem parte agora da circunscrição policial da 5ª DM. A região é atendida, também, pelas 1ª e 2ª Companhias da Polícia Militar, que são responsáveis pelo policiamento ostensivo.

"A iniciativa fortaleceu a integração entre as duas forças policiais que vem trocando constantemente informações com o objetivo de fortalecer o combate à criminalidade na região", destacou o delegado João Martins. O prédio onde funcionava a 9ª DM está sendo aproveitado agora pela Delegacia da Mulher de Nossa Senhora do Socorro, que funciona em um anexo da unidade policial.

Demandas Cartorárias -

Segundo os dados estatísticos divulgados nesta quarta-feira, dia 14, pela Coordenadoria de Análise e Estatística da Polícia Civil (CEACrim), a 9ª DM, hoje fundida com a 5ª DM, alcançou o melhor desempenho entre todas unidades policiais da Grande Aracaju com relação ao envio de inquéritos policiais remetidos à Justiça. Foram encaminhados 47 procedimentos no mês de setembro.

"Quando assumimos a 9ª DM encontramos 210 cotas promotoriais e 150 inquéritos policiais em andamento. Hoje já reduzimos esses números para 20 cotas e 99 inquéritos. Isso tudo se deve ao trabalho de toda a equipe, em especial do escrivão Djalma José e da escrivã ad hoc Leurenilda Pereira", salientou Martins.

Ainda segundo João Martins, com o cumprimento desta primeira meta, que foi a redução das demandas cartorárias o objetivo agora é a busca da intensificação das prisões, investigações e operações policiais com o intuito de fortalecer o combate a criminalidade. "Vamos intensificar ainda mais o trabalho investigativo e juntamente com a Polícia Militar iremos buscar uma segurança pública mais eficiente em Socorro. É importante salientar que a Copcal vem sanando a nossa dificuldade de efetivo, fato que contribuirá com a intensificação dos trabalhos", finalizou.
Imprimir