Sergipe

06/10/2009 às 08h26

Edital de R$ 2 milhões da Fapitec contemplará núcleos de pesquisa em Sergipe

Redação Portal A8

Em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação do Estado de Sergipe (Fapitec/SE) lança o edital 12/2009 - Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex). Seu objetivo é apoiar, através de suporte financeiro, a execução de projetos de grupos consolidados ou novos grupos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, vinculados a instituições de ensino ou a pesquisa sem fins lucrativos no Estado de Sergipe e com excelência reconhecida.

Poderão submeter propostas pesquisadores que se apresentem como líderes de Núcleos de Excelência e que tenham vínculo empregatício permanente com instituições de ensino superior, e institutos e centros de pesquisa e desenvolvimento, públicos ou privados sem fins lucrativos, sediados no Estado; e ainda empresas públicas que executem atividades de pesquisa em ciência, tecnologia ou inovação.

Os núcleos interessados em participar deste edital têm até as 13 horas do dia 20 de novembro para entregar suas propostas na sede da Fapitec. Os resultados serão divulgados no dia 15 de abril de 2010. Os aprovados começaram a ser contratados a partir de 14 de maio.

O valor global destinado ao edital 12/2009 é de R$ 2 milhões, sendo R$ 500 mil do Orçamento da Fapitec, oriundos do Fundo Estadual para Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (Funtec), sob gestão da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo (Sedetec) - pastas a qual a Fapitec/SE é vinculada - e R$ 1,5 milhão oriundo do CNPq. Será considerada uma única proposta por proponente com valor máximo de até R$ 500 mil.

Núcleo de Excelência

O edital 12/2009 define núcleo de excelência como um grupo organizado de pesquisadores e técnicos de alto nível em permanente interação, com reconhecida competência e tradição em suas áreas de atuação técnico-científica. Os núcleos devem ser capazes de funcionar como fonte geradora e transformadora de conhecimento científico-tecnológico para aplicação em programas e projetos de relevância ao desenvolvimento do País.

As propostas submetidas à Fapitec/SE, pelos núcleos, deverão ser apresentadas na forma de projeto de pesquisa. No edital considera-se projeto de pesquisa como um conjunto articulado de atividades de pesquisa científica, tecnológica ou de inovação, em qualquer área do conhecimento, com foco de interesse claramente delimitado. Estes devem ser compatíveis e adequados à finalidade do Pronex. As metas a serem atingidas no projeto devem ser explicitamente especificadas de modo a permitir acompanhamento e avaliação.

Para o diretor presidente da Fapitec, Ricardo de Santana, o Pronex contribui para o crescimento e avanço dos núcleos de pesquisa. "Este novo edital contribui para o fortalecimento dos núcleos de pesquisa de Sergipe porque é um programa continuado que possibilitará ao pesquisador desenvolver por três anos seu projeto, o que representa um grande avanço em relação aos financiamentos de projetos individuais".