Sergipe

17/09/2009 às 17h31

Orquestra Sinfônica fará apresentação especial

O Projeto busca aproximar os aracajuanos da música de qualidade, facilitando o acesso à arte.

Redação Portal A8

A Orquestra Sinfônica de Sergipe será a atração da 11ª edição do projeto Domingo no Parque. A apresentação gratuita ocorre no próximo domingo (20) a partir das 17h no Parque Augusto Franco (Sementeira). A edição especial do evento será alusiva à Semana Nacional do Trânsito, que vai de 18 a 25 de setembro.

Criado no final de 2007, o Domingo no Parque busca a cada edição aproximar os aracajuanos da música de qualidade, facilitando o acesso da população à arte. A ideia é propiciar lazer e cultura, aproximar as famílias, integrar amigos, diversificar a programação do final de semana e ampliar a sensibilidade musical. A Orquestra Sinfônica se tornou umas das referências do projeto: participou de nove das dez edições do Domingo no Parque.

O evento é promovido pela Prefeitura Municipal de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), e que conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

Naipe de Cordas

Com uma atuação bastante elogiada durante a turnê Brasil, realizada em maio deste ano, principalmente na apresentação na Sala São Paulo, o Naipe de Cordas da Orquestra Sinfônica de Sergipe promove um belo espetáculo.

O líder das cordas é o recém chegado spalla curitibano Márcio Rodrigues, bacharel em viola pelo Instituto de Artes da Unesp e ex-violista do Teatro Municipal de São Paulo, mestre em música pela University of New México e com apresentações em países como Estados Unidos, México, Itália e Grécia.

Composto por violinos, violas, violoncelos e contrabaixos, o grupo tem ainda como chefes de naipe os profissionais Heliomar Lyra no violino, Ana Caroline Uchôa na viola, Andressa Souto com o violoncelo e Victor Mesquita no contrabaixo.

Repertório

Desta vez, o repertório trará o Hino Nacional Brasileiro, de Francisco Manuel da Silva; Concerto Grosso para Cordas, de Cláudio Santoro; Serenata para Orquestra de Cordas, de Edvard Elgar; Brasiliana para viola e Orquestra de Cordas, de Edino Krieger, com participação do solista Márcio Rodrigues; Dança Húngara n°5, de Johannes Brahms; além do Mourão, de César Guerra-Peixe.

 

Fonte: ASN