Sergipe

15/09/2009 às 10h05

Quilombolas invadem a sede do INCRA

Redação Portal A8

O Movimento Quilombola de Sergipe invadiu a sede o Instituto Nacional de Colonização (INCRA) na manhã de hoje (15). Mais de mil pessoas tomaram todos os setores do Instituto e acamparam nas proximidades da empresa. Pouquíssimos funcionários do INCRA foram trabalhar hoje, apenas os do setor de titulação.

De acordo com o superintendente substituto, Paulo de Oliveira, os quilombolas reivindicam o reconhecimento da comunidade, através de uma titulação.

"Estamos aguardando o decreto do Governo Federal para realizarmos definitivamente a desapropriação das comunidades. Esse é um processo burocrático que demora um tempo", explicou Oliveira.

De acordo com uma das organizadoras do movimento, Lumara Santos, além do reconhecimento das comunidades, os quilombolas também lutam por melhorias na qualidade de vida. "Nós queremos que o presidente da República garanta os nossos direitos. Ele fez uma publicidade enorme e não concretizou nada", reclamou Lumara dos Santos.

Atualmente existem em todo o Brasil mais de três mil comunidades quilombolas, sendo que apenas 103 estão tituladas.Em Sergipe, a situação não é diferente. Das 15 comunidades certificadas pela FCF apenas a comunidade Mocambo foi titulada.

Protesto - Na manhã de ontem (14), os quilombolas realizaram um ato de protesto em reivindicação pelo "Dia da Luta pela titulação das terras dos Quilombos de Sergipe". Durante a tarde, uma comissão formada por nove representantes dos quilombolas esteve no Ministério Público Federal para pedir a intermediação dos procuradores da República na agilização do processo.