Sergipe

12/09/2009 às 15h04

Terceirização do Banese será tema de reunião

Redação Portal A8

Na próxima segunda-feira (14) às 10 horas, o Ministério Público do Estado,através da promotora de Justiça Euza Missano, realiza reunião para tratar da Terceirização que está ocorrendo no Banco do Estado de Sergipe - Banese. A Assessoria Jurídica do banco não compareceu à reunião da última terça-feira (08) por isso ela foi remarcada.

O banco está terceirizando os Postos de Serviços e escalando indevidamente funcionários da Sergipe Administradora de Cartões - Seac/Banese Card - (não concursados) para realizar o atendimento com todo equipamento do banco. O Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE) é contra a terceirização e apresentou denúncia ao MP.

"Essas pessoas estão fazendo o trabalho do bancário sem ter os mesmos direitos. É uma comprovação de que é necessária a realização de um novo concurso, pois o anterior venceu e as agências estão deficientes de funcionários. A terceirização, além de precarizar a mão-de-obra, pode gerar futuros passivos trabalhistas para o banco", afirma o diretor Edson Moreira, do Setor Jurídico do Sindicato dos Bancários.

O Banese possui a maior rede de atendimento bancário do Estado, com 61 agências, 25 postos de serviço e 350 pontos Banese. Atualmente, vem transformando os postos em pontos Banese - correspondentes não-bancários. O Sindicato não concorda com essa terceirização e buscou ajuda do Ministério Público do Estado.

Assessoria Banese