Sergipe

15/03/2009 às 13h38

Cerca de 30 mil atendimentos foram realizados no Procon/SE

Redação Portal A8

"O consumidor sergipano está mais consciente dos seus direitos. Ele reclama, reivindica e vai atrás da resolução dos seus problemas". A afirmação é da diretora do Procon em Sergipe, Gilsa Brito. Ela disse que no dia do consumidor, 15 de março, Sergipe tem muito a comemorar. Em 2008, o órgão de Defesa do Consumidor em Sergipe, foi procurado por 30 mil consumidores insatisfeitos com algum tipo de serviço oferecido no Estado. No passado o número de procura era menos dessa metade. Este ano, 2009, o Procon em Sergipe completa a sua maioridade e faz aniversário junto com o Código Brasileiro de Defesa e Proteção do Consumidor, que também completa 18 anos.

Para a diretora, o dia do Consumidor é importante para avaliar os avanços e buscar novas conquistas. "O consumidor tem muito a festejar nessa data, que também deve ser um dia de reflexão. Um dos motivos de comemoração é a prática cada vez mais constante de utilização do instrumento legal que é o Código de Defesa do Consumidor", disse Gilsa, acrescentando que o CDC trouxe uma grande revolução em termos de qualidade na relação entre clientes e fornecedores.

Gilsa Brito (Foto:ASN)

 


A promotora de Justiça de Defesa do Consumidor, Euza Missano, é uma das autoridades do Estado que torce para que os problemas dos consumidores sejam resolvidos. Ela contou que já houve avanços em relação a consciência que o consumidor tem do seus direitos. "No meu dia a dia percebo que as pessoas estão mais atentas aos seus direitos, assim como os fornecedores também estão vigilantes à qualidade dos serviços que prestam ou produtos que fornecem. Uma prova concreta que temos é o número de serviços de atendimento ao consumidor que existe atualmente", ressaltou.
A pedadoga Luciara Santos, é uma consumidora atenta. No ano passado ela teve problemas com a administradora do condomínio onde mora e não se pensou duas vezes quando teve que recorrer ao Procon. "Foi muito bom. Resolvi o caso sem precisar ir à Justiça. Só o fato de ter um órgão que nos ajude na luta pelos nossos direitos é já algo grandioso a comemorar.


Para a dona de casa, Cléa Santana, o Procon foi fundamental para que ela conseguisse trocar uma geladeira nova, mas que apresentou defeito durante um mês de uso. "Assim que ela ficou com defeito foi a loja e eles mandaram eu chamar a autorizada. Eles vinha aqui em casa e diziam que consertava, mas logo depois o defeito voltava. Foi assim durante meses. Entrei com uma ação no Procon e em menos de um mês já tinha resolvido o meu problema", comemora.


Para marcar a comemoração do dia Internacional do Consumidor, na próxima segunda-feira(16), o Secretário de Estado da Justiça e da Cidadania, Benedito de Figueiredo e a Diretora do Procon/SE, Maria Gilsa Brito Santos, farão homenagem a todos os consumidores de Sergipe. Com um evento intitulado "Construindo a Cidadania", o movimento pretende oferecer a população sergipana informações sobre questões relacionadas ao direito do consumidor.

 

atendimentos (Foto:ASN)

Programação de comemoração

 


Serão montados estandes no Calçadão da Rua João Pessoa, do Procon, da Vigilância Sanitária, e de Operadoras de telefonia, para orientar o consumidor. Também serão distribuídas cartilhas educativas sobre direitos do consumidor e dengue. A programação começa a partir das 9 horas com apresentação de grupo Folclórico dos Idosos de Santo Amaro das Brotas - Guerreiro; às 14 grupo de Capoeira-projeto Amiguinho da PM/SE; às 15 horas, apresentação do Coral Vozes da Liberdade da Escola de Gestão Penitenciária e apresentação da Banda de Música da PM. O encerramento está programado para às 17 horas.


Dados - Durante o ano de 2008, o Procon em Sergipe, resolveu cerca de 894 casos. Emitiu 66 multas, que resultaram em R$ 263.067,00, valor repassado para o Fundo Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (FUNDECON/SE). Em relação aos atendimentos, foram cerca de 30 mil, sendo que geraram processo cerca de 14.185, uma média de 250 por dia. Entre as reclamações, as empresas de telefonia celular estão em primeiro lugar com 1.693 casos; Cartão de Crédito em segundo com 1.441 casos e em terceiro, telefonia fixa com 731 casos.