Sergipe

14/03/2009 às 11h57

Adrianinho, bandido que fugiu vestido de mulher, volta ameaçar

Redação Portal A8

Mesmo com todo esforço da Secretaria de Segurança Pública em diminuir o índice de criminalidade no município de Itabaiana, distante 56 km da capital, a população da cidade não consegue ter paz. A cidade é considerada uma dos mais perigosas do Estado. Só neste ano já registrou oito homicídios. Na última quarta-feira(11), cerca de 120 policiais passaram o dia em Itabaiana realizando operações. Ele apreenderam nove motocicletas, um automóvel e prenderam um motorista com sinais claros de embriaguez alcoólica na BR-235 nas proximidades da sede do município. Não houve apreensão de armas.

A população local apoiou a atuação da polícia e pediu que este tipo de operação se repetisse com mais freqüência. A empresária Luciana Carla Moura, que já teve seu estabelecimento assaltado duas vezes, disse que nunca sentiu tão segurança como naquela quarta-feira. "Pensei que na minha vida nunca sentiria uma sensação de segurança total, mas naquele dia em que os policiais tomaram conta de Itabaiana, experimentei e foi incrível. Todo cidadão precisa dessa segurança para poder viver melhor", falou.

Mas, como diz o ditado, o que é bom dura pouco, na quinta-feira(12), logo cedo, a população foi acordada com uma notícia nada agradável. O Programa Na boca do Povo, da Rádio Capital do Agreste de Itabaiana, que possui uma grande audiência no município divulgou o conteúdo de uma carta, deixada na porta da rádio por um moto-taxista, escrita por alguém que se identifica como Adrianinho, um bandido perigoso, responsável por vários homicídios e que fugiu do Complexo Carvalho Neto, no município de São Cristóvão, vestido de mulher. De acordo com populares, o moto-taxista que entregou a carta, estava usando um colete vermelho e capacete, o que dificultou sua identificação.

No documento o suposto Adrianinho diz que só se entregará a policia depois que assassinar o ex-deputado José Milton (de Zé de Dona) Alves do Santos, os policiais civis de prenome Agnaldo e Jacob, uma mulher conhecida por Mita do Bar da Invasão, Paulo de Neide, Pinta, Guilé, Beto da Invasão e mais cinco pessoas que ele não revelou os nomes. A carta diz ainda que tudo vai acontecer neste final de semana, e faz um a advertência ao Vereador e radialista Francis de Andrade.

De acordo com radialista Edivalnildo, o delegado da Regional de Itabaiana João Eduardo, já está com a original da carta em mãos e já enviou uma cópia ao secretário de Segurança Pública, Kércio Pinto. O Portal Atalaiaagora entrou em contato com a delegacia de Itabaiana, mas nenhum dos delegados se encontram no local e segundo os dois policiais que estavam de plantão,o delegado estava de folga e o que assumiria a direção ainda não tinha chegado. Eles informaram ainda que já estavam a par das possíveis ameaças, não houve nenhuma alteração na escala de trabalho.

A seguir a transcrição integral do documento: "O Edivanildo, já que Zé Milton não vai ao seu programa, resolvi te escrever e deixa este recado para você lê ao vivo ai. Eu só vou me entregar quando eu matar umas pessoas que faltam, pode ler ai. Zé Milton de Zé de Dona, Mita do Bar da Invasão, Beto da Invasão, Guile, Pinta, Agnaldo Civil, Jacó Civil, Paulo de Neide e mais 05 que não posso dizer quem é; e se Francis de Andrade conversar muito ele vai. Eu já to perdido mesmo, to nem ai pra nada. Leia no ar, viu, que este fim de semana a coisa vai pegar".