Sergipe

11/03/2009 às 19h59

Força das águas de março surpreende quem passa pela 13 de Julho

Redação Portal A8
Canal transbordado (Foto:Douglas Magalhães)

A maré de março veio mais cedo que o habitual esse ano, e surpreendeu quem passa pela Avenida Acrisio Cruz, entre a 13 de Julho e bairro Salgado Filho. A alta da maré transbordou o canal e alagou a avenida. Quem passou de pelo local na tarde desta quarta-feira(11) teve que redobrar os cuidados para não sofrer acidentes. O proprietário de uma Pizzaria próximo ao canal disse que às vezes o volume de água assusta.
"A reação da natureza é bonita, mas tememos prejuízos. A água atrapalha o trânsito e dificulta a chegada dos clientes ao estabelecimento", falou o empresário.
As águas de março se aproximam, anunciando o final do Verão, e com elas os riscos para os freqüentadores do banho de mar. Como a água do mar fica mais agitada, aumenta a possibilidade de afogamentos e também a presença das caravelas, conhecidas também como água-viva, à beira-mar. A maré pode atingir até 2,9 metros de altura, ultrapassando o nível da maré grande que geralmente alcança dois metros. Isso caracteriza um mar violento, com ondas altas.
A alteração da altura das marés e oceanos é causada pela interferência da lua e do sol sobre o campo gravitacional da Terra. Dessa forma, as massas oceânicas que estão mais próximas da lua sofrem uma aceleração de intensidade significativamente superior às massas oceânicas mais afastadas. E é esse diferencial que provoca as alterações da altura das massas de água na superfície da Terra.

As marés são conseqüência do alinhamento do sol e da lua, juntamente com a gravidade. E isso ocorre quando o sol ultrapassa a linha do Equador. A lua nova também é um dos fatores relevantes para a ocorrência do fenômeno. A altura das marés varia com a interferência das luas nova e cheia, quando as forças gravitacionais do sol estão na mesma direção das da lua, produzindo marés mais altas. A partir de 7 de março haverá lua nova e do dia 21 lua cheia.raia.