Sergipe

10/03/2009 às 20h22

Professores da rede municipal entram em greve

Redação Portal A8

Os professores da rede municipal decidiram nesta terça-feira(10) por unanimidade entrar em greve por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira(16). Eles reivindicam a implementação do Piso Salarial Nacional e a definição da data base para 2009. Mais de 2 mil professores devem paralisar as atividades. Na segunda-feira, os professores iram a frente da Prefeitura Municipal de Aracaju protestar contra a resistência do Prefeito Edvaldo Nogueira em receber a categoria e pagar o piso salarial.
De acordo com a presidente do Sindicato dos Profissionais de Ensino de Aracaju (Sindipema) Maria Elba, no último encontro, foi colocado que a prefeitura não tinha receita. "Mostraram uma planilha que indicava queda na arrecadação dos impostos. Mas, a lei é para ser cumprida. Decidimos pela greve porque não houve avanço nas negociações", disse.
Marcha - Na tarde desta terça-feira(10) mais de sete mil professores participaram de uma das maiores mobilizações já realizada pelo Síntese. Os docentes marcharam da praça da Bandeira até o Palácio dos Despachos em protesto ao não cumprimento da Lei Nacional do Piso.
Segundo o secretário de Comunicação do Sindicato Roberto Silva, o sucesso da marcha mostra a revolta e união de todos os professores. "A maneira de como o Governo concedeu o aumento, em forma de abono pode ser retirado a qualquer momento. Queremos que o Piso seja incorporado à folha de pagamento conforme a lei. Os professores do município nos apoiaram porque os gestores tendem a seguir o exemplo do Governo", disse Silva.
Nesta quarta-feira, às 16 horas, os representantes do Síntese vai se reunir com os secretários de Administração, da Fazenda e da Educação. "Esperamos uma proposta concreta e acima de tudo respeito à classe", disse o presidente do Síntese, Joel Almeida.