Sergipe

09/03/2009 às 19h15

Prefeitura não apresenta proposta e médicos continuam em greve

Redação Portal A8

A Prefeitura Municipal de Aracaju não apresentou nenhuma proposta aos médicos da rede municipal que estão em greve por tempo indeterminado desde o último dia (03). De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos de Sergipe, José Menezes, a reunião só serviu para que o secretário de Governo, Bosco Rollemberg informasse que ainda não terminou o estudo que vai dizer o quanto a Prefeitura poderá pagar aos médicos. De qualquer modo, já foi marcada outra reunião para o próximo dia 20. Nesta terça-feira(10) a categoria se reunirá em assembléia para avaliar o andamento da greve e o processo de negociação com o Governo.
"Vamos continuar a greve. Estamos frustrados com esse descaso da prefeitura. Na reunião discutimos a paralisação, mas nenhuma proposta salarial foi apresentada", lamenta o sindicalista ao frisar que a primeira paralisação de advertência ocorreu dia 26 do mês passado.


Reivindicações


Os médicos, que hoje recebem um salário-base de R$ 1,7 mil por 40 horas semanais de trabalho, mais uma complementação do Ministério da Saúde, totalizando R$ 4,5 mil, querem ganhar R$ 8.239 por 20 horas semanais. A maioria dos médicos que atua na Secretaria Municipal de Saúde trabalha 40 horas semanais.
De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos, José Menezes, a categoria quer o salário preconizado pela Federação Nacional dos Médicos, que no ano passado, era de R$ 7, 5, mas com os reajustes calculados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) passou para R$ 8.239. Na Secretaria Municipal de Saúde, atuam equipes que trabalham no Programa Saúde da Família (PSF), emergenciais e especialistas, que se dividem no Samu e nos hospitais da zona Norte e zona Sul.