Sergipe

09/03/2009 às 17h44

Crianças de Aracaju têm bons resultados

Essa foi a primeira vez no Brasil que crianças nessa faixa etária participaram da avaliação, realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC) com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Redação Portal A8

Pouco mais de 62% dos 2.447 alunos de 1ª e 2ª séries do ensino fundamental, ou do 2º ano do fundamental de nove anos da rede pública municipal de ensino, com idade média de oito anos, que foram submetidos à Provinha Brasil, alcançaram os níveis 4 e 5. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), esses são os melhores desempenhos na avaliação, pois significam que essas crianças estão alfabetizadas no segundo ano de escolarização.

Crianças (Foto:AAN)

 

Essa foi a primeira vez no Brasil que crianças nessa faixa etária participaram da avaliação, realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC) com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). As provas foram aplicadas em dezembro de 2008 em 108 turmas de 40 escolas da rede. Das participantes, mais de 40% alcançaram média 4, o que corresponde a apenas um erro nas 24 questões respondidas.

"A Provinha Brasil é um instrumento utilizado para medir o processo de alfabetização implantado nas escolas. Através dela é possível identificar o nível de aprendizado dos alunos no processo de alfabetização. A partir dos resultados alcançados pelos alunos, os professores são orientados sobre como deve ser feito o acompanhamento de cada alfabetizando dentro da sala de aula", explicou a coordenadora de Ensino Fundamental da Semed, a professora Maria Antônia de Arimatéia.

O conhecimento apresentado através da Provinha Brasil é medido numa escala que varia entre um e cinco. Duas provas, com 24 questões objetivas e três subjetivas, são aplicadas durante o ano letivo, uma na chegada do aluno à escola e outra na saída, ou seja, uma no início e outra no final do ano letivo.

A meta estabelecida pelo MEC é de que as escolas públicas atinjam o nível 4. Esse número demonstra que o aluno já possui domínio da leitura de textos e o trabalho pedagógico deve centrar-se no sentido de expandir as capacidades de letramento que envolvem compreensão com o uso de textos variados. Caso os alunos alcancem os níveis 1 e 2, os professores recebem recomendação de dar atenção especial às crianças.

Ótimos resultados

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Anísio Teixeira, localizada no bairro Atalaia, obteve média máxima. Mais de 90% dos alunos de 2ª série que responderam a prova de saída atingiram o nível 5. No total de 40 escolas que foram avaliadas no Provinha Brasil, os alunos da 2ª série de 17 unidades atingiram o nível 4; os do 2° ano do fundamental de nove anos de outras 17 alcançaram o nível 3.

Crianças (Foto:AAN)

 

"Se compararmos os níveis de desempenho obtidos pelos alunos no teste de entrada e o de saída, todas as 40 escolas tiveram resultado muito positivo, pois superaram o resultado anterior", destacou Antônia Arimateia. Os alunos que não atingiram níveis satisfatórios têm acompanhamento especial ofertado pelas escolas municipais.

"Algumas orientações sobre como trabalhar em favor do aprimoramento do processo de alfabetização do aluno são passadas aos professores através dos coordenadores pedagógicos e dos encontros do Programa Horas de Estudo. Os docentes são orientados a desenvolver atividades que estimulem a iniciação à leitura e compreensão dos textos por meio da consolidação de habilidades referentes ao conhecimento e uso da escrita, associados adequadamente às letras e aos sons", detalhou a coordenadora do Ensino Fundamental da Semed.

Fonte:AAN