Sergipe

04/03/2009 às 18h30

Novos voos e empresa aérea entram em operação

Sergipe tem uma nova opção de voo para diversas cidades do Nordeste e Norte do Brasil.A outra grande novidade é que a empresa aérea Trip, que atua em segmentos regionais no Brasil com aeronaves de menor porte.

Redação Portal A8

Sergipe tem uma nova opção de voo para diversas cidades do Nordeste e Norte do Brasil. A empresa aérea Tam iniciou nesta terça-feira, 3 de março, a nova linha partindo de Manaus (AM) para Aracaju, com escalas em Santarém e Belém (PA), São Luiz (MA), Fortaleza (CE) e Recife (PE). A aeronave Airbus A-320 da empresa chega à capital sergipana às 15h20 e fará o voo de volta com as mesmas escalas saindo às 16h30.

A outra grande novidade é que a empresa aérea Trip, que atua em segmentos regionais no Brasil com aeronaves de menor porte - ATR, com 66 lugares, deverá iniciar suas operações em Sergipe a partir do dia 16 de março, com voo proveniente de Salvador (BA) com chegada às 7 horas e partindo em seguida para Recife (PE), e um outro voo o sentido contrário, vindo da capital pernambucana e saindo de Aracaju para Salvador às 20h30.

Demandas atendidas

Com as novas linhas, Sergipe é contemplado em duas grandes demandas aéreas reprimidas há algum tempo. A primeira é a acessibilidade a outras capitais nordestinas sem necessidades de conexões excessivas e em horários convenientes, como o do voo oferecido pela Tam, que ainda traz a mesma vantagem em relação ao Norte do país. A outra se refere à existência de voos entre Aracaju e Salvador em horários mais convenientes e com preços acessíveis, o que será praticado pela Trip ainda em março.

De acordo com informações do assessor de comunicação da Infraero em Sergipe, Keldo Campos, os preparativos para instalação da loja de passagens da Trip no aeroporto e as demais providências logísticas já estão em fase final. "Os contratos comerciais já estão sendo formalizados e as providências de instalações já foram iniciadas", informou.

Aumento de fluxo

Para o presidente da Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), José Roberto Lima, os novos voos serão muito importantes para o aumento do número de turistas no estado. "A partir de agora, Aracaju estará conectada a diversas localidades com tarifas interessantes e horários diversos daqueles da madrugada, que muito incomodam os turistas e pessoas de negócios", acredita Lima, que ressalta a importância estratégica de Salvador e Recife terem mais linhas para Sergipe. "São duas capitais com grande emissão de turistas a Sergipe e excelentes oportunidades de negócios e eventos, que há um bom tempo não tinham oferta de malha aérea mais diversificada", complementa.

O novo superintendente da Infraero em Sergipe, Luiz Alberto Bittencourt, acredita que os novos voos poderão atender a importantes necessidades de Sergipe. "Esses novos voos contemplam duas demandas diferentes. A primeira para uma região que antes não era oferecida, o Norte do país. A segunda oferta é de um horário que não estava disponível para Salvador, e que deve ter uma boa ocupação pela sua conveniência", atesta.

Para o vice-presidente da Fundação de Cultura, Turismo e Esporte de Aracaju (Funcaju), Sérgio Oliveira, os novos voos vem de encontro a grandes anseios do trade turístico do estado. "O voo da Trip é bem favorável para o business. Com certeza eles terão uma boa ocupação porque a demanda é grande. E o voo da TAM é uma reivindicação que tanto o município de Aracaju quanto o Governo de Sergipe e o trade vem pleiteando desde 2008 em reuniões com o setor de planejamento da empresa. Esse voo representa um importante link com o nordeste", reforça.

Evolução do Estado

Desde 2007, Sergipe vem aumentando sua projeção nacional enquanto destino turístico de qualidade e com grande potencial, o que tem chamado a atenção das empresas aéreas, operadoras turísticas, cadeias hoteleiras de renome internacional e diversos outros setores produtivos.

Como resultado, apesar da crise aérea de grandes repercussões e da grave crise econômica mundial, as empresas ligadas a viagens e turismo continuam vendo no estado uma boa oportunidade para negócios no presente e no futuro, a exemplo das redes hoteleiras Radisson e Real Classic, as empresas aéreas Oceanair e Webjet, além de franquias de restaurantes, locadoras de veículos e outros setores ligados ao turismo.
Com um maior número de turistas chegando ao estado, a procura por pacotes de viagens e excursões nas agências de turismo aumenta. O proprietário da agência de receptivo Nativa Turismo, Wagner Rouver, acredita que a ação do Governo em divulgar Sergipe em outros estados contribui diretamente para este fator. "Os estados que fazem divulgação massiva de seus destinos conseguem certamente atrair maior número de turistas. O papel que o Governo realiza ao fazer campanha do Estado lá fora influencia significativamente nos resultados do turismo local", diz o empresário.

Por meio de parceria com operadora CVC, a agência Nativa Turismo oferece pacotes de voos fretados. Estes voos chegam a até quatro por semana na alta estação. Nas outras épocas do ano opera com um voo por semana e, a depender da demanda, podem surgir voos fretados para os feriados prolongados. "Estes voos trazem principalmente pessoas de São Paulo e Minas Gerais com um número de passageiros que oscila em torno de 300 por voo na alta estação, a 100 passageiros na baixa estação", afirma Wagner Rouver.

Para os feriados prolongados a operadora CVC vende os pacotes principalmente em Fortaleza (CE) e Natal (RN), com voos de ida e volta.O turismo no estado expande as oportunidades e opções, alavancado pelas obras estruturantes de sua malha viária, com investimentos da ordem de R$ 400 milhões e destaques para a ‘Rota do Sertão`, ligando Aracaju a Canindé do São Francisco, berço dos Cânions de Xingó, e as vias de acesso a Brejo Grande e à foz do São Francisco, além das obras em andamento e contratadas, como a ponte Joel Silveira, no litoral sul de Aracaju e a segunda ponte, que consolidará a ligação de Aracaju a Salvador pelo litoral.

O fato de Aracaju ter sido apontada como a ‘capital da qualidade de vida` pela Fundação Getúlio Vargas e o Ministério da Saúde também foi fator importante para a visibilidade de Sergipe na mídia nacional. Uma política mais agressiva de promoção turística com foco estratégico em veículos diversificados e de destaque, além de ações nos pólos emissores mais significativos, Sergipe se projeta como opção de turismo diversificada, com preços acessíveis, povo hospitaleiro, bons hotéis e serviços.

Para o secretário do Turismo, João Augusto Gama, Sergipe está evoluindo a passos largos e no caminho certo. "Sergipe, com suas contas saneadas, políticas públicas bem definidas e em franca execução, políticas de comunicação e promoção do destino bem elaboradas e aplicadas, tem atraído investidores de vários estados e países com interesse estratégico em montar em Sergipe negócios imobiliários com turismo de segunda residência, hotéis de bandeiras internacionais. Somos agora a ‘bola da vez`, e estamos fazendo o melhor uso possível dessa oportunidade para projetar Sergipe ainda mais", garante.

Parceria

O novo superintendente da Infraero em Sergipe, Luiz Alberto Bittencourt, recebeu na sexta-feira, 27 de fevereiro, a visita de representantes dos setores públicos do turismo sergipano. O objetivo da reunião foi de estreitar a relação com a Infraero e fortalecer futuras ações conjuntas. No encontro, estiveram presentes o presidente e o diretor de operações da Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), respectivamente, José Roberto Lima e Diego da Costa; o presidente e vice-presidente da Fundação de Esporte, Cultura e Turismo de Aracaju (Funcaju), Waldoilson Leite e Sérgio Oliveira.

Na ocasião, Bittencourt, que antes gerenciava a Infraero do Paraná, informou sobre o andamento do processo que visa à reforma do aeroporto. "Foi decidido que as reformas seguirão um modelo semelhante ao do aeroporto de Maceió. Os estudos ambientais já foram solicitados pelo Governo do Estado e após essa fase será formalizada a licitação para elaboração do projeto", informou o novo superintendente.

O presidente da Emsetur, José Roberto Lima ressaltou a importância da atuação em parceria para o benefício da cadeia produtiva do turismo. "Deixamos o link aberto e nos colocamos à disposição para auxiliar a Infraero no que for possível. Estreitar o laço entre o Governo e Infraero é fundamental para o desenvolvimento do turismo em Sergipe. Além do aeroporto ser uma das principais portas de entrada em nosso estado, a atuação da sua equipe gestora também é fundamental para trazer novos voos ", ressaltou.

Fonte: ASN