Sergipe

04/03/2009 às 15h04

Médicos vão à Câmara pedir apoio dos vereadores

Para pedir o apoio dos vereadores de Aracaju, vários médicos estiveram hoje (4) no plenário da Câmara Municipal. Em greve desde ontem (3) a categoria quer a intervenção dos parlamentares para que possa negociar, o quanto antes, a tabela salarial.

Redação Portal A8

Dirigentes do Sindicato dos Médicos de Sergipe (Sindimed) estiveram hoje (4),  na Câmara Municipal de Aracaju. Eles relataram os motivos que levou os profissionais da rede municipal a cruzarem os braços, desde segunda-feira. "Nós queremos pedir aos parlamentares aqui presentes que intercedam junto às autoridades e participem da negociação, no sentido de acabar logo a greve, evitando assim mais prejuízos para a população", explicou o presidente da entidade, José Menezes.

De acordo ele, na próxima segunda-feira (9) haverá uma reunião com representantes da Prefeitura, quando deverá haver uma discussão sobre o reajuste salarial da categoria. "Nós devemos nos somar a luta desta categoria e buscar resolver logo o problema para não penalizar ainda mais a população", disse o vereador Gonzaga (PMDB), que é médico.

"Há anos que os médicos vêm reivindicando, não só melhores salários, mas também melhores condições de trabalho", relatou o vereador Josenito Vitalle, o "Nitinho" (DEM), para quem a demora nas negociações é um desrespeito aos trabalhadores.

"Devemos criar uma comissão, para juntos procurarmos o secretário de Finanças e intermediar essa negociação, esse diálogo. Vamos tentar acelerar esse encontro", complementou Nitinho. O vereador Emerson Ferreira (PT), que também é da área, lembrou que a luta dos médicos é grande e que desde os anos 80 que a categoria busca, mas em vão, o apoio parlamentar às suas causas.

"Hoje, como vereador e médico, eleito com a ajuda desta categoria, coloco o meu mandato à disposição dela. E a minha proposta é que seja criada uma comissão de vereadores que acompanhe essas negociações", enfatizou Emerson.

De acordo com a vereadora Rosângela Santana (PT), na luta da classe médica está incluída a melhoria na qualidade do atendimento à população. "Os médicos estão lutando por melhores condições de vida, de trabalho e salários, e eu me somo a esta luta".