Sergipe

03/03/2009 às 12h43

Vereador precisa apresentar recomendação da Diocese para manter a bandana

Para mostrar que se trata de um compromisso religioso com Deus, o vereador Moritos Matos (PDT) vai precisar pedir à Arquidiocese de Aracaju, uma carta de recomendação que ratifique a sua necessidade de usar a bandana em plenário.

Redação Portal A8

O  vereador Moritos Matos (PDT), deve apresentar, nesta quarta-feira (4), à mesa diretora da Câmara Municipal de Aracaju (SE), uma carta de recomendação, assinada por representantes da Arquidiocese de Aracaju, informando a necessidade de ele usar a bandana (espécie de lenço), em decorrência de um compromisso religioso.

Ontem (2), o assunto voltou a ser amplamente discutido e quase a maioria dos vereadores presentes se manifestaram no sentido de alterar o Regimento e revogar uma Resolução que trata da indumentária dos parlamentares em plenário. Alterando o Regimento, Matos vai poder participar, normalmente, das suas atividades.

O relator da matéria é o vereador Elber Batalha Filho (PSB) que prometeu se debruçar sobre as decisões de outros tribunais a respeito do assunto. "Vamos avaliar o que diz o Supremo, por exemplo, que tem jurisprudência sobre o tema", afirmou Batalha Filho, ressaltando também não haver dificuldade em liberar o uso de adereços, desde que provada a sua necessidade por recomendação médica ou religiosa.

Dos 14 vereadores presentes, somente Rosângela Santana (PT) e Valdir dos Santos (PT do B) se posicionaram contra a liberação do uso do lenço pelo parlamentar. "Se ele tira o lenço para ir à missa, tomar banho e etc., porque não pode tirar para participar das sessões da Câmara? Não podemos esquecer que existe um Regimento que precisa ser respeitado", esbravejou Valdir.