Sergipe

02/03/2009 às 12h27

Augusto diz que caso Juquinha não pode ser esquecido

O deputado estadual, Augusto Bezerra (DEM) disse hoje (2) que o caso Juquinha do PT, o ex-assessor da Secretaria estadual da Educação, não pode ser esquecido. Ele cobrou uma fiscalização rigorosa por parte das autoridades competentes.

Redação Portal A8

O vice-líder da bancada de oposição na Assembléia Legislativa, deputado estadual, Augusto Bezerra (DEM) disse hoje (2) que o caso Juquinha do PT, (José Carvalho Menezes, o ex-assessor da Secretaria estadual da Educação) não pode ser esquecido. "É preciso uma fiscalização rigorosa por parte das autoridades competentes. São grandes os indícios de irregularidades cometidas pelo petista e, por se tratar do poder público, não se pode deixar que o caso caia no esquecimento" afirmou o democrata.

Bezerra lembrou que as atitudes de Juquinha, já denunciadas ao Ministério Público do Estado, são graves. "Juquinha assumiu a DRE-2 (Delegacia Regional de Lagarto) sem sequer ser nomeado, porque se achava o dono da Secretaria de Educação. Se este governo fosse sério, o primeiro a ser exonerado seria o secretário pela sua incompetência. Querem colocar no esquecimento este caso e nós não vamos deixar. Não se trata de uma demissão de rotina feita pelo secretário, como andam dizendo. Querem levar tudo com a barriga como se nada de anormal estivesse acontecendo", criticou Bezerra.

No último dia 19, peritos do Ministério Público, a pedido do promotor de Lagarto, Carlos Henrique Ribeiro, foram até o colégio Maria do Carmo Alves, catalogar todos os produtos e mensurar os valores dos materiais elétricos adquiridos com os R$ 19 mil repassados para Juquinha.


O promotor também encaminhou ofício ao secretário de Estado da Educação, José Fernandes Lima, solicitando informações sobre a prestação de contas do suprimento de fundos alvos da investigação. O promotor deu um prazo, que vence na próxima sexta-feira (6), para o envio da documentação.