Sergipe

26/02/2009 às 11h37

De bandana na cabeça, vereador assiste as sessões na galeria da Câmara

O vereador Moritas Matos (PDT) pode ser obrigado a retirar a bandana da cabeça, sob pena de perder o mandato. O uso do lenço fere o que preceitua a Resolução 52/2008 que trata da indumentária dos parlamentares em plenário.

Redação Portal A8

Até a próxima semana, o vereador Moritas Matos (PDT) deve ficar nas galerias da Câmara Municipal de Aracaju, acompanhando as sessões plenárias do Parlamento, por conta da bandana (espécie de lenço) que usa na cabeça, segundo ele, por "compromisso religioso".

Ele só deve ter acesso ao plenário depois que os parlamentares apreciare uma emenda, proposta pela própria mesa diretora, à resolução 52/2008, aprovada no final do ano passado, que dispõe sobre a obrigatoriedade da indumentária no âmbito do Poder Legislativo.

Pela resolução, os homens devem usar terno completo com gravata ou blaiser, acompanhado de camisa social e gravata. O descumprimento disso, é considerado falta de decoro parlamentar e pode gerar até cassação do mandato.

"Nós conversamos com os vereadores e explicamos que há casos em que devem ser respeitados, como por exemplo, doença,devidamente atestada ou religião", explicou Matos, que por enquanto terá acesso às depedencias da Câmara, mas permanecerá na galeria junto com a comunidade acompanhando os trabalhos legislativos até que a mudança seja aprovada.