Sergipe

20/02/2009 às 08h41

Queda no número de acidentes chega a 4,42%; mortes também diminuem

Redação Portal A8

Multas mais altas e prisões em flagrante. Essas medidas mais severas são as responsáveis diretas por um dado animador: a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou queda de 4,42% no número de acidentes nas estradas federais que cortam Sergipe desde a implementação da nova Lei 11.705/08, que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a chamada Lei Seca.

No balanço comparativo de dados coletados entre 19 de junho/2008 a 18 de fevereiro deste ano e junho/2007 a fevereiro/2008, quando não havia a Lei Seca, a PRF mostra que, além da redução de acidentes, também caiu em 1,82% o número de feridos e em 26,67% no número de mortes nas estradas federais.

Três fatores devem ser considerados para a redução desses números: a própria implementação da lei 11.705 que obriga os condutores a não fazer uso de bebida alcoólica ao dirigir, o trabalho ostensivo de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal para coibir qualquer tipo de infração referente à `Lei Seca` e a conscientização do condutor ao perceber que ele é o responsável direto dos elevados índices de acidentes, feridos e mortes registrados nas rodovias federais de todo o país, avalia a assessoria de comunicação da PRF.

O rigor na fiscalização também contribuiu para o aumento no número de pessoas detidas ( 14,63%) e autuadas ( 16,28%) por dirigirem embriagadas. Também desde que entrou em vigor a Lei 11.705, 50 condutores foram autuados por dirigirem embriagados dos quais 47 foram detidos por ultrapassar o limite tolerável de 0,29 mg/l (miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões) através de teste em etilômetro.

Em Sergipe, a PRF conta com oito etilômetros. Dois encontram-se no Núcleo de Operações Especiais na SEDE da instituição em Aracaju e os demais em cada posto PRF do Estado.