Sergipe

17/02/2009 às 11h47

Ciganos internados no Hospital ‘João Alves’ estão sob escolta policial

Redação Portal A8

Desde ontem (16) um forte esquema policial foi montado nas áreas interna e externa do Hospital de Urgência de Sergipe ‘João Alves Filho` devido à ameaça de invasão feita por grupos ciganos da região de Pedrinhas. O pedido de reforço foi feito pela própria direção da unidade com a chegada de quatro pessoas feridas por conta de um conflito entre ciganos naquele município.

Homens do Pelotão de Choque estão espalhados em pontos estratégicos da unidade de Saúde. No hospital continuam internados em observação médica os ciganos Edicarlos Leite Santos, de 74 anos, Cleiton Mendes Oliveira, de 24 anos e Maria das Neves dos Santos Santiago, de 23 anos. Na manhã de hoje (17) a adolescente Marta Ramos Santos, 14 anos, também ferida durante o conflito, recebeu alta médica.

Na briga, o adolescente Diogo Soares de Lima, 17 anos, foi atingido na face e morreu no local. Ele foi sepultado na manhã de hoje (17) no município de Pedrinhas, onde o clima continua tenso.

Segundo os primeiros levantamentos feitos pela polícia o motivo do conflito seria um acerto de contas entre grupos rivais, mas até agora pouca coisa foi esclarecida sobre os fatos. A delegada que comanda as investigações, Roberta Forte Silva, afirma que na tarde de hoje (17) vem ao Hospital João Alves para tentar pegar depoimento das vítimas.

Ela disse ainda que o grupo que fez o ataque fugiu da cidade. "Estamos realizando buscas e coletando informações para chegar à identificação e localização dos agressores", disse a delegada.