Política

07/05/2014 às 15h18

Emmanuel cobra cumprimento da lei sobre campanha de educação no trânsito

Emmanuel informou ainda que existe uma lei de sua autoria que foi sancionada em 2010 pelo prefeito Edvaldo Nogueira, e que trata sobre a realização de campanhas permanentes de educação de trânsito em Aracaju.

Redação Portal A8

Os problemas do trânsito de Aracaju foram destacados pelo vereador Emmanuel Nascimento (PT) na Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) na manhã desta quarta-feira (7). Na ocasião, o parlamentar cobrou da Prefeitura da lei 3.969, de sua autoria, que dispõe sobre campanhas permanentes e constantes de educação no trânsito. “O trânsito de Aracaju esta caótico, essa administração que ganhou a eleição disse que seria a solução, e até agora a situação do trânsito não foi resolvida”, disse.

 

O parlamentar deu exemplo de algumas ruas e avenidas da cidade que vivem constantemente engarrafadas, como a avenida Tancredo Neves. “Naquela avenida, não tem como os moradores do JK, Sol Nascente e Santa Lúcia saírem por causa dos engarrafamentos. A situação do trânsito é complexa, e é tão complexa em todas as áreas que o governo não privilegia os pedestres”, frisou.


Emmanuel informou ainda que existe uma lei de sua autoria que foi sancionada em 2010 pelo prefeito Edvaldo Nogueira, e que trata sobre a realização de campanhas permanentes de educação de trânsito em Aracaju. Segundo o vereador, é preciso conscientizar a comunidade sobre a importância do cultivo à educação no trânsito e o respeito à legislação pertinente, bem como sempre divulgar estatísticas sobre infrações cometidas, acidentes e vítimas, e principalmente meios de prevenção.


 “A lei de número 3.969/2010, diz ainda que o Poder Executivo incentivará, constantemente, a educação no trânsito e o respeito ao Código Nacional de Trânsito, através de campanha permanente. É importante campanhas permanentes, inclusive na faixa de pedestres, e é importante também que o Poder Executivo cumpra essa lei, e a gente não vê o cumprimento. Na rua Itabaiana, por exemplo, as pessoas para em fila dupla, não respeitam  a lei, não vê a presença dos guardas; faço um apelo ao prefeito João Alves que promova a educação permanente do trânsito, pois isso é muito importante para a comunidade”, concluiu Emmanuel.