Mundo

08/11/2011 às 18h36

Russo é acusado de roubar cadáveres e vesti-los de boneca

Redação Portal A8
Suspeito é acusado de violar sepulturas e usar os ossos encontrados nos túmulos para fabricar bonecas em tamanho real (Divulgação: R7)

A polícia russa descobriu que um homem de 45 anos, preso na semana passada por violar sepulturas nos cemitérios da região de Nijni-Novgorod, a 500 km de Moscou, fabricava bonecas com os corpos que guardava na própria casa.

"Foram encontradas 28 bonecas de tamanho natural", explicou a porta-voz da polícia, Svetlana Kovylina, num vídeo publicado na internet e divulgado pela imprensa russa. O vídeo mostra imagens filmadas no apartamento do suspeito em meio a uma grande desordem, entre roupas, brinquedos, jornais e livros.

Os corpos estavam vestidos, com os rostos cobertos. As mãos e as pernas apresentavam-se com meias.

O ministério russo do Interior havia iniciado uma investigação na região depois de uma série de profanações observadas em 2010 e 2011. No começo a polícia suspeitou de movimentos "extremistas" e da existência de vários grupos satânicos.

No final, segundo um comunicado do ministério, tratava-se de um homem "bastante conhecido nos círculos científicos, com doutorado em cultura céltica e autor de numerosos livros e estudos sobre toponímia e onomástica".

Fonte: R7