Mundo

09/01/2010 às 08h33

Tia gigante perde 90 kg sem cirurgia e ganha prêmio

Redação Portal A8

Bridie Coulter,47 anos ganha prêmio por emagrecer (Foto(.))

A irlandesa Bridie Coulter, de 47 anos, chegou a pesar 160 kg. Seus apelidos variavam entre os tradicionais e nada carinhosos "baleia" e "rolha de poço" a "bruxa gigante das selvas" - nem ela entende o "das selvas". Mas Bridie fez um esforço pesado e perdeu o equivalente a 90 kg.

A tia está enxuta, com pouco mais de 68 kg. Saiu da obesidade mórbida sem fazer cirurgia - e ainda ganhou o prêmio de ex-gordona mais exemplar no concurso Novo Manequim 2010, realizado em Londres e promovido pela revista Rosemary Conley Diet & Fitness.

Bridie superou 77 candidatas de peso - ou ex-peso pesadas - e levou um cheque de 1000 libras (R$ 2767) e fez um ensaio para a revista.

A irlandesa quase perdeu o emprego na cooperativa de táxis em Belfast porque tinha dificuldades para se deslocar da residência para o trabalho.

Hoje, Bridie, que não era capaz nem de subir escadas na casa dela por causa do peso extremo, está nas nuvens. Ela conseguiu a façanha de perder mais do que seu peso atual sem fazer dietas xiitas. Ela contou à reportagem da revista Rosemary:

- Há três anos, comecei a fazer exercícios cinco vezes por semana. Passei a ir ao trabalho de bicicleta e cortei todos os doces que adorava. Não paro quieta. Fico pulando até quando atendo telefone e ando muito até nos fins de semana. Eu era como uma viciada em drogas - só que o meu vício era em chocolate. Se eu não comia um pedaço, tinha tremedeiras. Minha alimentação é bem balanceda, acompanhada por médicos.

Pensou em fazer a cirurgia de redução do estômago, mas ficou com medo.

- Odeio injeções e hospital, diz ela.

Como não suportava mais ficar entalada em portas e quebrar camas king size, Bridie partiu para o regime forçado. Agora sonha com a segunda parte do plano de ser esbelta pra sempre: arranjar namorado.

- Gorda do jeito que eu estava dava medo. Os homens achavam que eu poderia esmagá-los. Agora estou levinha, comemora. Só não posso parar de andar de bicicleta, nem ficar muito sossegada.

Ela quer diminuir o peso ainda mais.

- Namorar é bom, porque perde-se peso, calcula Bridie, cheia de boas intenções.

Fonte: R7