Mundo

04/03/2009 às 09h42

Sósia de Evo é preso na Bolívia por ocupar propriedades

Valerio Queso, que intepretou o presidente em longa foi detido por ocupar terras em Santa Cruz

Redação Portal A8

Valerio Queso lança Evo Pueblo em 2007 (Reuters)
O ator boliviano Valerio Queso, que ficou conhecido em seu país por interpretar o presidente Evo Morales em um filme sobre sua vida, foi preso na terça-feira, 4, por liderar ocupações de terras no leste do país.

Queso, que hoje é uma liderança do movimento dos sem-terra na Bolívia, foi detido por haver ocupado propriedades privadas no departamento (Estado) de Santa Cruz no dia 4 de fevereiro. A região concentra boa parte da oposição ao governo federal. O promotor Oscar Torres pediu a prisão do sósia de Evo sob as acusações de associação criminosa e ocupação ilegal de propriedade privada.

Queso tornou-se muito famoso na Bolívia após ter sido convidado a interpretar o presidente no filme Evo Pueblo, devido a sua semelhança física com o mandatário. O filme narra a vida de Evo, abordando sua infância, a militância nos sindicatos de produtores de coca e a chegada ao governo. Depois das filmagens, Queso envolveu-se com questões políticas do país, passou a vestir trajes similares aos usados pelo presidente e chegou a distribuir "títulos de propriedade de terras" privadas que haviam sido ocupadas.

Seu advogado de defesa, Denver Pedraza, acusou o ministro de governo, Alfredo Rada, de haver ordenado a prisão do sósia. "Eu tenho muitos amigos e pude verificar que a ordem vinha diretamente do ministro de governo. Falei disso com Valerio", disse o advogado, que não forneceu detalhes que pudessem comprovar suas afirmações.

Fonte: Estadão