Mundo

02/03/2009 às 10h01

Raro encontro entre ONU e Coreia do Norte dura 32 minutos

Comando das Nações Unidas diz que reunião foi pedida por Pyongyang para diminuir a tensão militar na região

Redação Portal A8

Generais da Coreia do Norte e do Comando da ONU liderado pelos EUA se encontraram nesta segunda-feira, 2, (horário local) para a primeira reunião em sete anos. As conversas, realizadas na zona desmilitarizada de Panmunjom, na fronteira entre as duas Coreias, durou apenas 32 minutos, segundo afirmou a CNN, embora os oficiais da ONU tenham avaliado o encontro como um passo positivo para reduzir a tensão na península nos últimos meses.

O último encontro entre militares da Coreia do Norte e do Comando da ONU aconteceu em setembro de 2002. Segundo uma nota do Comando da ONU, o regime comunista da Coreia do Norte propôs o diálogo para tentar diminuir a crescente tensão militar na fronteira entre as duas Coreias. "Estas conversas podem ser úteis na construção da confiança e na prevenção de desentendimentos, assim como criar um ambiente de transparência respeitando as intenções dos dois lados", diz o comunicado.

A reunião acontece depois que Pyongyang pediu este sábado a militares americanos na Coreia do Sul para porem fim a suas "provocações" na zona de demarcação militar entre os dois países. A península vive sob uma escalada tensão desde que Pyongyang declarou no final de janeiro a anulação de todos os acordos de não confronto político e militar com a Coreia do Sul, em protesto pela política do Governo conservador de Seul.

O Comando das Nações Unidas supervisiona o cessar-fogo que encerrou a Guerra da Coreia (1950-1953). O país do norte sustentou por muito tempo que o comando era irrelevante e um velado esforço dos EUA para legitimar a presença de suas forças na região. Apesar de outras nações terem contribuído durante a Guerra da Coreia, as tropas dos EUA são as únicas que permaneceram na região, além do exército sul-coreano.

Fonte: Estadão