Esportes

15/08/2015 às 11h59

Ouro no Parapan supera as dificuldades com muito samba no pé

Redação Portal A8

Camille Rodrigues deu show nas piscinas dos Jogos Parapanamericanos de Toronto 2015. A paratleta não deu chance às adversárias, superou seus próprios números e faturou dois ouros na competição — nas categorias 400m livre S9 e 100m costas S9. No entanto, a palavra "superação" não chega a ser uma novidade na vida da campeã. Camille nasceu com uma má formação congênita e, ainda muito nova, teve sua perna direita amputada. O que para a maioria das pessoas poderia ser considerado um obstáculo, para ela foi uma oportunidade.

 

A moça passou a se dedicar à natação para que sua bacia não se atrofiasse. No entanto, nem a própria Camille imaginava que iria tão longe no esporte. Os resultados foram aparecendo a Camille passou a dar mostras de que teria um futuro brilhante na natação paralímpica.

 

Hoje, aos 23 anos, a atleta acumula sete medalhas Parapanamericanas. Foram quatro — três de prata e uma de bronze — em Guadalajara, em 2011, e outras três — duas de ouro e uma de bronze — em Toronto, este ano