Esportes

14/11/2011 às 14h16

Kleber revela que “80% dos jogadores do Palmeiras não gostam de Felipão”

Redação Portal A8

De mudança para o Grêmio, o atacante Kleber resolveu explicar os motivos que o levaram a sair do Palmeiras. A relação desgastada com o técnico Luiz Felipe Scolari e a postura da diretoria foram apontados como fatores decisivos para deixar o Alviverde.

Em entrevista à TV Bandeirantes, o jogador afirmou que o técnico Felipão perdeu o respeito do grupo e dos funcionários do Palmeiras. Kleber também disse que a decisão da diretoria em afastá-lo o motivou a sair do clube.

- Falo com propriedade que 80% do grupo não gosta do Felipão, e 90% dos funcionários também não. Esta é a realidade. A escolha da diretoria foi ficar com ele e me afastar, mas não me arrependo de nada. Muita gente gostaria de ter a atitude que tive.

Kleber diz que tentou argumentar com Felipão sobre seu comportamento com relação aos jogadores, mas foi ignorado.

- Falei que só jogador estava se ferrando, e ele ficou puto, porque falou que a comissão técnica também estava junta e que há dez anos ele enfrentou os caras [organizada]. Mas eu disse que ninguém tinha ido na casa dele agora e que ele coloca muita gente contra o time, com as declarações que dava, falando que o time parecia casados contra solteiros, que era igual acordar com mulher feia do lado...

O atacante afirmou que Felipão perdeu o respeito dos jogadores por tratá-los de maneira áspera.

- Queira ou não, ele formou este elenco, porque os jogadores chegaram depois dele. Mas chamou o grupo uma vez e falou que não tem culpa de pedir o Sheik e trazer o Ricardo Bueno. Nós achamos que ele estava louco de falar aquilo na frente do jogador.

Kleber deve acertar sua transferência para o Grêmio nos próximos dias. Segundo o presidente do clube gaúcho, o jogador pediu um prazo para pensar, mas já tem todos os detalhes acertados.

Fonte: R7