Esportes

21/08/2010 às 15h56

FSF se prepara para promover a Divisão A2

Redação Portal A8

A Federação Sergipana de Futebol (FSF) se prepara para promover, a partir do mês de outubro a Divisão A2 do Futebol Sergipano, que este ano deve contar com a participação de 14 equipes, uma vez que o Coritiba se inscreveu, mas desistiu de participar.

Nos próximos dias, a entidade deve divulgar a tabela e o regulamento da competição. A novidade deste ano é que a Divisão A2 terá limitação de idade dos atletas participantes.

Segundo o presidente Carivaldo Souza, os clubes solicitaram e a FSF concordou, que cada equipe terá o direito de inscrever apenas sete atletas, com idade superior a 23 anos. Na próxima semana, a FSF divulgará detalhes finais da competição, inclusive com o número definitivo de participantes.

A exemplo de anos anteriores, a Divisão A2 contará com a ajuda do governo do estado, através de convênio de o patrocínio firmado com o Banese, que destinará a importância de R$ 120 mil para o pagamento de despesas como transporte e arbitragem. "Contamos mais uma vez com a ajuda do governo do estado, que tem sido parceiro do futebol sergipano, sensível e atendido nossas solicitações".

O presidente também relatou que foi assim também no campeonato da Divisão Especial, quando a FSF recebeu do governo e repassou aos clubes, a importância de R$ 300 mil.

Carivaldo Souza disse ainda que conforme convênio firmado no inicio da temporada, cada um dos clubes representantes do futebol sergipano no Brasileiro da Série D, terá direito a R$ 100 mil, enquanto para a Copa Governo do Estado foi destinado o valor de R$ 100 mil, que quando repassados, serão rateados entre São Domingos, Confiança, América e River Plate.

Desses valores, apenas a parte correspondente ao Campeonato de profissionais foi recebido pela FSF e já repassado aos clubes. Os demais convênios, por determinação legal, só terão valores liberados a partir do mês de outubro, após o período eleitoral. "Dessa forma, o futebol sergipano tem muito que agradecer ao atual governo, que desde o primeiro ano tem ajudado ao esporte sergipano, especialmente ao futebol. É bom frisar que desses valores, a FSF não fica com um centavo, repassa todo aos clubes", concluiu o presidente Carivaldo.

Fonte: Federação Sergipana de Futebol