Esportes

20/04/2010 às 14h50

Ary Resende aceita ser o interventor do Sergipe

Ary Resende disse que assim que for notificado pela justiça, vai convocar uma reunião com o conselho

Redação Portal A8

Apesar de não ter sido notificado pela Justiça, o presidente do Conselho Deliberativo do Sergipe, Ary Resende, disse que aceita ser o interventor e espera contribuir no processo de transição do clube, conforme cumprimento de uma decisão judicial expedida pela doutora Ana Lucia Freire, que afastou o presidente Motinha e o vice Ramon Barbosa pelo período de 90 dias.

Ary Resende disse que assim que for notificado pela Justiça vai convocar uma reunião com o conselho deliberativo para discutir nomes que irão compor a nova diretoria. "Na área jurídica já temos um advogado e nos setores financeiro e contábil vamos ter uma equipe que terá poderes para realizar o seu trabalho", disse ele, ressaltando que hoje, com a modernidade, é preciso delegar poderes para pessoas que tenham o perfil para exercer determinada função.

O dirigente lamentou a situação em que o Sergipe vive atualmente, mas como presidente do conselho sempre lutou para o seu crescimento e desenvolvimento. Para ele, não existe espaço para administrações centralizadoras. Todas as equipes que obtiveram sucesso tiveram gestões descentralizadoras e que delegaram poderes, mas ao mesmo tempo cobraram responsabilidades.

Sobre a sua amizade com o presidente afastado Motinha e que poderia beneficiá-lo, Ary Resende afirmou que não existe isso até porque estará cumprindo uma decisão judicial e se desrespeitá-la, poderá ser penalizado conforme prevê a lei.