Esportes

21/09/2009 às 11h40

Moita Bonita e Internacional garantem vaga

Redação Portal A8

Em partida realizada no ginásio ACM, em Eunápolis (BA), a equipe do Moita Bonita (SE) superou o Sport Recife (PE) neste sábado (19/9), por 4 a 1. Com a vitória, o já classificado Moita Bonita encerrou a primeira fase da Liga Nordeste 2009 com 100% de aproveitamento - 12 pontos em quatro jogos.

O clássico nordestino foi equilibrado. Mais ofensivo, o time sergipano criava as melhores oportunidades de gols. Do outro lado, o Sport se fechava bem atrás, mas avançava pouco ao ataque, levando pouco perigo ao adversário.

Aos 5min18, Pita, capitão e fixo do Moita Bonita, concluiu com precisão para anotar o primeiro tento do jogo. Quatro minutos depois, o pivô Pernambuco ampliou a vantagem para 2 a 0.

Sem se abater, o representante pernambucano se soltou em quadra e derrubou o segundo zero no placar. Yuri, aos 9min33, se livrou da marcação e balançou a rede adversária.

Superior tecnicamente, a agremiação sergipana dominou todo o segundo período. Com gols de Pernambuco e Fabinho, o time garantiu sua quarta vitória consecutiva no grupo 5 da Liga Nordeste 2009, categoria masculina adulta.

Internacional

Mesmo empurrado pela torcida baiana, o ECF/Eunápolis (BA) não conseguiu vencer o Internacional (SE) neste sábado (19/9) e deu adeus ao sonho da classificação para o quadrangular final da Liga Nordeste 2009, categoria masculina adulta.

Com o empate (2 a 2) no ginásio ACM, a agremiação sergipana chegou aos cinco pontos ganhos no grupo 5, mesma pontuação da equipe baiana, mas, devido ao critério de desempate, o Internacional se garantiu na fase seguinte da competição regional.

O primeiro tempo foi equilibrado, com poucas chances de gols para ambos os times. Jogando em casa, o ECF criava as melhores oportunidades ofensivas. Do outro lado, o Internacional usava e abusava das jogadas de contra-ataques, mas pecava nos arremates finais, o que contribuiu para o placar em branco da etapa inicial.

Atrás no marcador, o representante sergipano se soltou no período final e chegou ao empate, o que o garantiu no quadrangular final. Carlos e Sidinho fizeram os gols sergipanos, o último deles marcado quando restavam menos de cinco minutos para o encerramento da partida