Eleições 2018

06/09/2018 às 15h40

Polícia prende motorista que usava cartão coorporativo para campanha eleitoral

Redação Portal A8

Uma equipe policial prendeu na tarde da última quarta-feira (5) um carro que pertence a um candidato e o mesmo deve ser responsabilizado por crime eleitoral. De acordo com a denúncia registrada na delegacia plantonista sul, o policial militar abordou um motorista que tentou abastecer o veículo usando um cartão do Governo do Estado – através do órgão Instituto de Tecnologia e Pesquisa de Sergipe (ITPS).

Segundo as informações registradas na delegacia, ao término da abordagem o gerente do posto aproximou-se da guarnição policial. “Solicitando permissão para verificar a quilometragem do veículo para poder concretizar a venda com o cartão corporativo vale card do Governo do Estado de Sergipe, órgão IPST que identifica o veículo placa OM-7162, Fiesta Hatch 1”, aponta o registro.

A equipe de reportagem do portal A8SE teve acesso ao material e constatou ainda que foi registrado “diante da fundada suspeita de utilização em proveito próprio de verba pública, decidimos pela dação de voz de prisão e apresentação do suspeito, testemunhas e objetos relacionados aos fatos a autoridade policial”.

Nota

Sobre o episódio, nesta quinta-feira (6), o ITPS encaminhou nota para informar que já está tomando as medidas legais e administrativas referente ao caso da prisão do motorista – profissional do candidato ao Senado Federal, Heleno Silva (PRB) – que tentou abastecer carro particular com cartão corporativa do Governo do Estado pertencente ao órgão.

O ITPS constatou que houve o extravio do cartão corporativo usado para abastecimento de combustíveis. Inclusive, segundo a nota, o órgão “apurou que o cartão foi utilizado pela última vez no dia 30 de agosto, para abastecimento do veículo oficial da casa, por um motorista servidor e devidamente autorizado para tal fim”.

Por fim, o ITPS ressaltou: “também que não houve prejuízo ao erário público, uma vez que a tentativa de abastecimento de veículo foi frustrada; e que todos os abastecimentos em veículos dessa instituição são devidamente controlados e apenas efetivados por pessoas autorizadas por meio de senha pessoal”.