Brasil

06/05/2010 às 15h00

Presentear no Dia das Mães ficou mais caro

Redação Portal A8

Quem pretende presentear a mamãe neste ano de novo com um buquê de flores, ou uma bijuteria linda, ou mesmo um almoço fora, vai sentir neste ano o bolso ficar mais vazio na hora de ir ao caixa: os preços desses três itens subiram mais que a inflação, segundo a Sondagem de Expectativas do Consumidor da FGV (Fundação Getulio Vargas) para o Dia das Mães, a ser comemorado no domingo (6).

As flores tiveram um reajuste de 12,45% na comparação com 2009; descontada a inflação, ainda assim ficaram 6,37% mais caras. As bijuterias tiveram um aumento de 8,41% e tirar a mamãe da frente do fogão no dia dela também ficou mais caro, o aumento médio dos almoços em restaurantes foi de 6,21% (ambos acima da inflação).

Aquele sapato que ela vinha esperando ganhar desde o ano passado, para sorte dos filhos, não ficou tão mais caro: a alta foi de 2,30%, abaixo do 5,72% acumulado no IPC (Índice de Preços ao Consumidor) nos últimos 12 meses.

Para quem prefere dar um perfume de presente a diferença nem será muito sentida - a alta foi de apenas 0,56%. Já as roupas subiram 4,58%, mas não superaram a inflação.
Linha branca.

Os equipamentos da linha branca (refrigeradores, máquinas de lavar e fogões), por sua vez, ficaram mais baratos. Embora tenham subido entre 1,50% e 4,50%, no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2009, eles estão mais baratos que na véspera do Dia das Mães do ano passado.

Nessa comparação, os preços de todos os itens da linha branca estão menores - principalmente as máquinas de lavar, que caíram 3,57% (embora a sua mãe possa achar de gosto um tanto duvidoso um presente como uma máquina de lavar).

Fonte: R7