Brasil

01/05/2010 às 08h22

Polícia indicia três padres de Arapiraca por abuso sexual de menores

Redação Portal A8

A Polícia Civil concluiu o inquérito que investigou denúncias de pedofilia contra dois monsenhores e um padre de Arapiraca com seis indiciamentos.

A investigação foi comandada pelas delegadas Bárbara Arraes e Maria Angelita, e o relatório do caso foi enviado ao Ministério Público Estadual.

Foram indicados os monsenhores Luiz Marques Barbosa e Raimundo Gomes, o padre Edilson Duarte, além de três funcionários da casa paroquial do São José: o motorista José Reinaldo, a caseira Maria Izabel e a empregada doméstica Maria Batista - ambos trabalhavam para o monsenhor Luiz Marques.

Os três religiosos foram indiciados por abuso sexual a menores. Além disso, o padre Edison também foi indiciado por importunismo ofensivo ao pudor e ameaça, e monsenhor Luiz Marques também foi enquadrado por oferecer bebidas alcoólicas a coroinhas.

Eles podem pegar penas entre quatro e 30 anos de prisão, a depender da quantidade de crimes. Já os três funcionários foram indiciados por mentirem em depoimento à Polícia.

O monsenhor Luiz Marques, 83, ainda permanece com prisão domiciliar decretada pelo juiz Rômulo Valença, e cumprindo detenção em sua residência, no bairro do Alto do Cruzeiro.

 

Fonte: Tudo na Hora