Brasil

27/04/2010 às 18h50

MEC: convocados em especialização têm até o dia 7 para apresentar documentação

Redação Portal A8

Professores da rede pública que concorrem a vagas no curso de especialização em educação infantil têm prazo até 7 de maio para apresentar, nos polos das universidades em que farão o curso, currículo e a documentação exigida.

Estão convocados 5.125 educadores. Os contemplados tiveram inscrições validadas pelos sistemas municipais de ensino a que pertencem, e são dos seguintes Estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Piauí, Rondônia e Sergipe. Ao todo, são oferecidas 1.820 vagas.

Documentos

Além do currículo, o professor deve comprovar que atua na educação infantil há pelo menos dois anos. Para isso, deve anexar declaração da escola ou da secretaria municipal de educação.

É necessário especificar a função que exerce na escola e comprovar que pertence ao quadro de professores efetivos. Outras exigências são a apresentação de cópia do diploma de graduação em pedagogia; do termo de compromisso de que vai atuar na educação infantil durante o curso de especialização e permanecer na área pelo mesmo período de realização do curso e do termo de compromisso de que dispõe de pelo menos dez horas semanais para estudos complementares durante a especialização.

Informações

A análise de currículos e da documentação será feita no período de 10 a 28 de maio e os resultados dessa etapa serão divulgados em 4 de junho. A prova escrita (um memorial sobre as atividades que o professor desenvolve na educação infantil) está marcada para 12 de junho e o resultado final da seleção, para 16 de julho. O curso começa em agosto deste ano e termina em janeiro de 2012.

A especialização em educação infantil, com 360 horas e duração de 18 meses, é presencial e gratuita. Destina-se a professores, coordenadores e diretores de creches e pré-escolas da rede pública, da rede privada (filantrópica, comunitária ou confessional) que mantenha convênio com o Poder Público e a equipes de educação infantil dos sistemas de ensino.

As pré-inscrições do curso foram abertas em 2009, na Plataforma Freire, para professores de 17 estados. Eles serão atendidos por 17 instituições federais de educação superior. Além dos educadores que participam da primeira chamada, nesses sete estados, para apresentar os documentos e passar pela seleção, o Ministério da Educação vai chamar os demais nas próximas semanas.
O objetivo da formação, segundo o MEC (Ministério da Educação), é qualificar quadros da rede pública de educação básica e, a partir daí, criar uma rede nacional de formação nos municípios.

Fonte: UOL