Brasil

27/01/2010 às 08h37

Lula vai a Davos "jogar na cara" dos ricos a crise no Haiti

Redação Portal A8

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou na terça-feira (26) durante o Fórum Social Mundial em Porto Alegre que irá ao Fórum Econômico de Davos, na Suíça, e vai "jogar na cara dos países mais ricos" a crise financeira e o "abandono" do Haiti.

- Vou a Davos como em 2003, com orgulho do que tenho que dizer e mostrar (...) e com a missão de dizer que se o mundo desenvolvido tivesse feito a lição de casa na economia, não teríamos tido crise.


Lula fez um discurso para aproximadamente 10 mil participantes do Fórum Social em Porto Alegre. Como fez em 2003, pouco após assumir a Presidência pela primeira vez, Lula participou antes da reunião Social e nesta quarta-feira (27) viaja para Davos, onde receberá do Fórum Econômico a primeira edição do prêmio de "Estadista Global".

Apesar do prêmio, Lula alertou que vai a Davos com exigências contra os representantes de países ricos e empresários que vão se reunir. O presidente afirmou que o Fórum Social já tinha antecipado desde sua primeira edição, em 2001, sobre a crise.

- Davos não discutiu a crise que estava por vir.


O presidente afirmou que vai acusar o mundo desenvolvido pelos fracassos da Rodada de Doha da OMC e da Cúpula sobre Mudança Climática de Copenhague e rebateu críticas que alguns países europeus fizeram ao álcool de cana produzido pelo Brasil.

- Não aceitaremos que ninguém ponha seus dedos sujos de petróleo na matriz energética brasileira, uma das mais limpas do mundo.

Além disso, antecipou que irá dizer com orgulho "que o Brasil não deve mais nada ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e que, ao contrário, acaba de emprestar US$ 14 bilhões" ao organismo.

 

Fonte: R7