Brasil

25/01/2010 às 10h38

Três mulheres são assassinadas pelos companheiros em 24 horas

Redação Portal A8

Três mulheres foram assassinadas nas últimas 24 horas na Bahia e seus companheiros são apontados como autores dos crimes. Em um dos homicídios, o principal suspeito é o agente da Polícia Civil integrante do Grupo de Operações Especiais (COE) Evaristo Santana Filho, que é acusado de matar a estudante do curso de direito Luciana Machado Souza, 27 anos, com quatro tiros (virilha, perna, mão e coração) na noite deste domingo, 24, em sua residência na cidade de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador.

Segundo um familiar da vítima, que não quis se identificar, os dois estavam casados há dois dias e se relacionavam há dois meses, apesar de se conhecerem há mais tempo, pois ambos estudavam na mesma faculdade.

No momento do crime, duas filhas de Luciana (com idades de cinco e dez) estavam em casa e presenciaram a mãe ser morta pelo marido e depois fugir. A familiar disse que o casal passou o dia em um sítio e que o policial estaria bêbado quando baleou a esposa. Ela disse também que foi a filha mais velha da estudante quem ligou para familiares informando do acontecido.

Ouvindo vozes - Valdemir Ferreira da Silva foi preso em flagrante na manhã desta segunda, 25, após matar a esposa Rosângela dos Santos com golpes de faca do tipo peixeira em Boa Vista do Lobato. De acordo com agentes da 4ª Delegacia (São Caetano), aparentemente Valdemir teve "um surto" e atacou a mulher. O rapaz é evangélico e disse ter ouvido vozes. Ele aparenta ter problemas mentais, segunda a polícia.

Policiais disseram que Valdemir está chorando e demonstra arrependimento. O casal nunca teve brigas violentas, de acordo com testemunhas. Ele foi contido por um parente após cometer o crime. O casal tem três filhos de 4, 8 e 10 anos.

Itabuna - Eliane Almeida de Oliveira, 43 anos, foi morta com dois tiros no ouvido neste domingo, 24, em Itabuna. O namorado da vítima, Francisco de Paula Lins da Silva, é apontado como o principal suspeito de ter cometido o crime.

O coordenador da 7ª Coordenação da Polícia do Interior (Coorpin), Moisés Damasceno, disse que Francisco têm três mandados de prisão em aberto em Goiás. Ele não informou o tipo de crimes que o rapaz responde, mas em Itabuna há rumores de que ele tinha envolvimento com tráfico de drogas. O rapaz está foragido.

A irmã da vítima, Cristiane Almeida de Oliveira, acredita que o assassinato foi premeditado. Ela disse que, no dia anterior ao homicídio, Francisco levou Eliane para visitar os dois filhos dela e que, na ocasião, ele estava "estranho", com o olhar vago e sem conversar normalmente. Cristiane contou que, até então, o casal tinha um relacionamento bom, mas que Francisco sentia ciúmes de Eliane porque ela foi morar em Itapetinga a trabalho.

No dia do crime, Eliane esteve com os filhos e depois foi ao shopping, de onde ligou para um dos filhos e disse que iria para casa. Quando o filho chegou à residência, chamou pela mãe, mas ela não respondeu.

Ele estranhou o fato do quarto estar trancado com o ventilador ligado e arrombou a porta, encontrando o corpo da mãe. O caso será investigado pela delegada Sione Porto, da 1ª CP. O corpo da vítima será enterrado na tarde desta segunda, às 16h30, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna.

 

Fonte: A tarde