Brasil

14/10/2009 às 09h43

Pesquisa revela que 37% dos sem-terra não produzem

Redação Portal A8

Uma pesquisa encomendada pela CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) e realizada pelo Ibope em nove assentamentos rurais indicou que 37% das famílias não produzem nada nas terras e 75% não têm financiamento do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar).

A pesquisa, divulgada nesta terça-feira (13), entrevistou 1.000 famílias que vivem em nove assentamentos classificados pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) como nível 7. A classificação em nível 7 é dada a apenas 3% dos 8 mil assentamentos que existem atualmente no Brasil. Esses 240 assentamentos são os mais desenvolvidos e onde vivem os assentados que foram emancipados e possuem o título de proprietário das terras.

De acordo com a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) um dos dados que mais preocupou na pesquisa realizada pela Ibope foi o baixo índice de famílias que têm financiamento do Pronaf e o grande número de famílias que não geram renda com a produção. De acordo com o levantamento 72,3% dos assentados não conseguem produzir o suficiente para venda.

- Um pedaço de terra não gera renda. Não se faz renda só com a propriedade. É preciso crédito e assistência técnica para essas pessoas, afirmou.

Para a CNA um dos motivos para o baixo acesso ao crédito rural pode ser a falta de documentação da terra. Segundo os dados apresentados pela confederação 46% dos entrevistados afirmaram ter comprado a terra onde vivem de outras pessoas.

- Muitos são contratos de gaveta e sem a documentação da terra não é possível conseguir crédito rural.

 

Fonte; R7