Brasil

18/03/2009 às 10h39

Corpo de Clodovil será velado na Assembléia de SP

Clodovil morreu às 18h50 de ontem (17) , após uma parada cardíaca, no hospital Santa Lúcia, em Brasília, onde estava internado desde a manhã de segunda-feira, após sofrer um AVC.

Redação Portal A8

O corpo do estilista, apresentador de TV e deputado federal Clodovil Hernandes (PR-SP), 71, embarcou de Brasília para São Paulo em um avião da Força Aérea Brasileira, com previsão de chegada por volta das 10h40 no aeroporto de Congonhas. De lá, seguirá para o velório na Assembléia Legislativa. O enterro está marcado para as 17h, no cemitério do Morumbi.


Clodovil morreu às 18h50 de ontem (17) , após uma parada cardíaca, no hospital Santa Lúcia, em Brasília, onde estava internado desde a manhã de segunda-feira, após sofrer um AVC (acidente vascular cerebral) na noite de domingo. Por volta das 16h de ontem, os médicos já haviam decretado sua morte cerebral e preparavam o corpo para a retirada dos órgãos a serem doados, procedimento que foi impedido pela parada cardíaca.

"Todos os órgãos são perfundidos por sangue, menos a córnea, que tem a capacidade ímpar de ser viável até seis horas depois da parada cardíaca", explicou o médico Lúcio Lucas.

Clodovil passou mal em casa no domingo (15). O deputado sofreu uma queda em decorrência de um AVC (acidente vascular cerebral). Chegou ao hospital Santa Lúcia, em Brasília (DF), às 8h17 de segunda (16), conduzido pelo serviço médico da Câmara dos Deputados, onde permaneceu em estado grave internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).


Por volta das 14h15 de segunda, Clodovil chegou a ter uma parada cardíaca de cerca de cinco minutos, que foi revertida. No hospital, os médicos fizeram uma drenagem de sangue de seu cérebro por meio de um cateter. Na terça, foi examinado por duas equipes médicas antes de ter a morte cerebral confirmada.


"Foi uma passagem de muita presença porque ele é uma figura de muita personalidade e às vezes também gera muitas contestações. Mas, ao mesmo tempo em que foi uma atuação de muita personalidade, também teve uma atuação muito suave no que diz respeito às relações e à amizade, inclusive comigo", afirmou o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP).


Clodovil foi o terceiro deputado mais votado de São Paulo em 2006, com 493 mil votos, atrás apenas de Paulo Maluf (PP-SP, com 739 mil) e Celso Russomano (PP-SP, com 573 mil). Ele ficou conhecido na década de 60 como estilista de alta costura e se tornou uma das principais atrações da "TV Mulher", na Globo, em 1980.

De acordo com informações da Agência Câmara, quem assume o lugar de Clodovil é Jairo Paes Lira, do PTC de São Paulo. A morte do deputado suspende os trabalhos na Câmara nesta quarta (18) .