Brasil

17/02/2009 às 10h12

Lula ignora ameaça de ações da oposição contra campanha antecipada

O presidente Lula ignorou as críticas da oposição e as ações preparadas pelo DEM contra o encontro nacional de prefeitos

Redação Portal A8

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ignorou nesta segunda-feira as críticas da oposição e as ações preparadas pelo DEM contra o encontro nacional de prefeitos, realizado na semana passada em Brasília. Durante reunião com ministros, o presidente fez um balanço positivo do evento. Interlocutores afirmaram ainda que o presidente não citou as declarações do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), que atacou a atuação do governo federal.

Presentes à reunião, no Palácio do Planalto, afirmaram que as críticas de Jarbas --na entrevista que concedeu à revista "Veja" desta semana-- não foram sequer mencionadas durante o encontro de Lula com os ministros.

Interlocutores que acompanharam a reunião afirmaram ainda que Lula também não mencionou as ações preparadas pelo DEM questionando o encontro. Em uma delas, o Democratas recorrerá ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) levantando dúvidas sobre o uso eleitoreiro do evento por parte do presidente e dos ministros.

Na outra ação encaminhada ao TCU (Tribunal de Contas da União), o DEM questiona os gastos de R$ 253 mil para a realização do encontro. Para o Democratas, há suspeitas de utilização de recursos públicos para a realização do encontro. O governo federal se defende negando todas as acusações.
Lula reuniu na manhã desta segunda-feira os ministros José Múcio Monteiro (Relações Institucionais), Dilma Rousseff (Casa Civil), Tarso Genro (Justiça), Franklin Martins (Comunicação), Luiz Dulci (Secretaria Geral), Paulo Bernardo (Planejamento) e Guido Mantega (Fazenda).

Fonte: Folha OnLine