Sergipe

04/05/2017 às 09h50

Polícias Civil e Militar desarticulam quadrilha de assaltos ao comércio em Aracaju

SSP/SE

ssp
No final da tarde dessa quarta-feira (03), o Complexo de Operações Policiais Especiais(Cope), em parceria com o  Grupamento Especial Tático de Motos (Getam) e Batalhão de Polícia de Turismo (BPTur) da Polícia Militar, desarticulou uma quadrilha especializada em roubos a mão armada a lojas comerciais na cidade de Aracaju. O grupo formado por cinco indivíduos, identificados como  Radamés Mota da Silva, 32 anos, e Paloma da Conceição Santos, 26 anos, Robert Willy Vasconcelos Perciano, 20 anos, Ítalo Marcel dos Santos, 22 anos, e Marcela Santos Vieira, 34 anos, foi preso após ter tentado assaltar uma loja de roupas no Bairro 13 de Julho, e uma comerciante que já tinha sido vítima do bando na semana passada.

 A vítima reconheceu o quinteto e acionou a polícia. Ao receber a denúncia, os militares em pronta resposta ainda conseguiram prender Radamés e Paloma na galeria comercial. Logo em seguida, policiais civis do Cope coordenados pelos delegados André David e Hugo Leonardo receberam uma denúncia anônima informando que o resto do bando estaria escondido em uma casa no Conjunto Senador Eduardo Dutra, situado no Bairro Porto Dantas, e que o carro de modelo Siena e cor preta, usado na ação, estaria parado em frente à residencia. 

SSP

Ao chegar na casa denunciada, os agentes foram recebidos a tiros por Robert, ex-presidiário, que tentou fugir no veículo e e acabou ferido no confronto. Mesmo após ter sido atendido pelo Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. A polícia ainda declarou que de acordo com as investigações, Robert tinha função de dirigir até os locais dos crimes e auxiliar na fuga. Já no interior da residência, os policiais conseguiram prender Italo Marcel dos Santos, 22 anos, e Marcela Santos Vieira, 34 anos, companheira de Radamés; além  de apreender uma arma de fogo. 

Segundo os delegados do Cope, tanto Ítalo quanto Radamés possuem passagem pelo sistema criminal sergipano por tráfico de drogas. Após encaminhados à delegacia os quatro indivíduos foram reconhecidos pelas vítimas e serão encaminhados aos sistema penitenciário sergipano.


Fonte: SSP/SE