Sergipe

12/01/2017 às 08h03

Huse põe em funcionamento mais uma sala de cirurgia

Hospital de Urgências de Sergipe realizou mais de 7 mil cirurgias em 2016

Ascom/SES

Foto: Ascom/SES
O centro cirúrgico do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse) conta com mais uma sala de procedimento funcionando, além das cinco já existentes. O centro, somente em 2016, contabilizou a realização de 7.132 cirurgias, segundo o relatório de produção do setor, entre elas 2.338 gerais, 1.666 ortopédicas e 1.213 vasculares.

De acordo com a coordenadora do Centro Cirúrgico, Sílvia Sandes, hoje, o Huse dispõe de seis salas cirúrgicas em pleno funcionamento. “A sexta sala foi montada. Temos uma nova mesa cirúrgica, onde conseguimos realizar praticamente todos os tipos de cirurgias, além de dois intensificadores de imagens novos, que facilitam, e muito, a realização desses procedimentos. Há, ainda, o carrinho de anestesia, mesas auxiliares e toda a parte estrutural e importante para uma sala cirúrgica”, informa.

A superintendente do Huse, Lycia Diniz, conta que os números de cirurgias realizadas revelam a assistência que é dada ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), além do compromisso do Governo do Estado, através da Secretaria da Saúde (SES) e da Fundação Hospitalar (FHS), em fornecer recursos e investimentos para que o centro cirúrgico continue trabalhando para oferecer um serviço de qualidade. “Temos um grande parque tecnológico funcionando e muito bem estruturado, além de profissionais capacitados para oferecer resolutividade nos casos”, explicou a superintendente do Huse, Lycia Diniz.

No final do ano passado, após um acidente motociclístico, o estudante Pedro Lucas Filho, 25, realizou consultas e uma cirurgia na tíbia no Hospital de Urgências de Sergipe (Huse). “Fiquei muito preocupado, mas, graças a Deus, deu tudo certo. Agora me recupero do procedimento que fiz. Só tenho a agradecer pelo cuidado que recebi nesta unidade de saúde. Eu e meus acompanhantes fomos muito bem tratados”, declarou.

A jovem Maria Clara Silva, 26, entrou pela Área Azul do Huse com fortes dores abdominais e, após avaliação do cirurgião geral, foi diagnosticada com apendicite. A cirurgia foi imediata, pois o exame de ultrassonografia constatou urgência no procedimento. “Foi tudo muito rápido. Nem imaginei que ficaria internada, muito menos que fosse operar no mesmo instante. A dor era muito forte. Fiz exames, fui medicada e operada. O Huse é muito importante para os sergipanos”, afirmou.

O levantamento do hospital mostra que foram realizadas 618 neurocirurgias, 479 cirurgias oncológicas, 268 cirurgias plásticas, 130 urológicas, 103 oftalmológicas, 114 cirurgias torácicas, entre outros procedimentos.


Fonte: Ascom/SES