Sergipe

21/12/2016 às 16h49

Ministro do Turismo visita obras em Sergipe

Assessoria

Nesta quinta-feira, 22, o ministro do Turismo, Marx Beltrão, estará em Aracaju para, juntamente com o governador Jackson Barreto, visitar investimentos no setor turístico e conhecer projetos na área. Eles visitarão as obras de reforma e ampliação do novo Centro de Convenções e a ponte Gilberto Amado. Na ocasião, será apresentado o Projeto Largo da Gente Sergipana. O governador busca o apoio do Ministério para realização do empreendimento, que compreende a instalação artística urbana no estuário do Rio Sergipe, em frente ao Museu da Gente Sergipana.

Às 9 horas, Marx Beltrão e o governador vistoriam as obras de reforma e ampliação do novo Centro de Convenções de Sergipe (CCS). O espaço de realização de eventos está sendo reformado, chegando a 14 mil m² de estrutura, com novos auditórios, além dos quatro já existentes, acomodando 2.300 pessoas, climatização nas áreas interna e externa, construção de estacionamento coberto, passarela, escada rolante e instalação de elevador. São R$ 20.700.000 investidos, recursos do Ministério do Turismo (MT), e contrapartida do Governo do Estado.

As intervenções no Centro de Convenções estavam paralisadas devido ao atraso do repasse de recursos do Governo Federal. Em novembro, o governador Jackson Barreto esteve com Marx Beltrão, discutindo a retomada dos serviços no CCS e conseguiu, juntamente com o deputado federal Fábio Reis, a liberação de R$ 1,8 milhão para a obra. A reforma do Centro de Convenções possibilitará que Sergipe receba eventos de grande porte e passe a concorrer com outros destinos de negócios.
Na intervenção, parte do antigo pavilhão, onde ocorriam feiras e eventos, será toda fechada e climatizada, oferecendo conforto e segurança. Com os novos auditórios, o Centro passa a ter capacidade de 2.300 pessoas, quando antes acomodava 670. Com isso, 13 eventos poderão estar ocorrendo simultaneamente

Um novo pavilhão está sendo construído no terreno ao lado e tem dois pavimentos: um térreo, onde será implantado um estacionamento com 100 vagas para veículos; e o superior, que terá os novos auditórios. O pavilhão existente terá uma sala de exposição com capacidade para 3.000 pessoas. O novo CCS será uma grande ferramenta para a realização de eventos e atração de turistas e empreendedores.

Turismo de eventos

O turismo de eventos é importante tanto para o país, quanto para Sergipe, esse segmento emprega mais de 7,5 milhões de pessoas no Brasil, entre empregos diretos, terceirizados e indiretos, segundo estudo realizado pela Abeoc Brasil e o Sebrae entre 2013 e 2014, além de garantir um gasto médio, por turista, de US$ 150 dólares/dia nos eventos nacionais e de cerca de US$ 330/dia nos eventos internacionais, segundo estudos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Embratur realizados em 2013.

Ponte Gilberto Amado

Localizada na rodovia SE-100, a ponte Gilberto Amado liga os municípios de Estância e Indiaroba, por meio dos povoados de Porto do Cavalo e Terra Caída, integrando o litoral sul do estado. A visita está prevista para as 10h30 e, na oportunidade, o ministro Beltrão conhecerá o projeto da gestão estadual de construir uma via que altera o curso da Rodovia SE-100, a qual não mais atravessará os povoados, contornando-os e trazendo segurança e conforto para os moradores da região. Com a construção da ponte, aumentou substancialmente o tráfego de veículos na rodovia que corta os povoados, trazendo transtornos a moradores e a motoristas. A via desviará o curso da Rodovia SE-100, que não mais passará pela área urbana dos povoados. O projeto prevê um investimento de R$ 10.434.755,76.

Largo da Gente Sergipana

De volta à Aracaju, no Museu da Gente Sergipana, o governador Jackson Barreto vai apresentar o projeto Largo da Gente Sergipana, cujo orçamento é de R$ 7 milhões.
O projeto do Largo prevê a construção de oito grandes esculturas de sete metros no estuário do rio Sergipe, em frente ao Museu da Gente Sergipana. Além das estátuas, um píer e atracadouro integram o projeto, que pretende atrair a atenção de sergipanos e turistas e transformar o ponto em um novo cartão postal do estado.
Não será necessário aterro e o local pode ser visto de perto através do píer e também de embarcações que podem navegar pelo rio, fomentando assim o turismo local. Bacamarte, São Gonçalo, Chegança, Bumba Meu Boi, Parafuso, Taieira, Cacumbi e Lambe Sujo são os folguedos escolhidos para fazer parte do projeto, que está em fase de captação de recursos junto ao Governo Federal. Já existe liberação ambiental e o aval de órgãos estaduais e federais.


Fonte: Assessoria