Sergipe

05/12/2016 às 10h48

Envolvidos na tentativa de homicídio contra um advogado são presos

Com informações da SSP

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) apresentou hoje (5) os detalhes da investigação que culminou na prisão dos envolvidos na tentativa de homicídio contra o advogado Antônio Mortari, ocorrida em 4 de agosto. As investigações duraram quatro meses e foram conduzidas em parceria entre o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol).

Três pessoas foram presas acusadas de serem mandantes do crime. Na Bahia, os empresários e compradores da empresa Entre Rios, Clemilton de Almeida Agapito e Anderson Garcez, receberam o pedido de prisão preventiva. E em Aracaju, o ex-funcionário da empresa Entre Rios, Marcus Henrique de Souza.

A delegada do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), Thereza Simony, falou sobre a motivação inicial para tentativa de homicídio contra o advogado Antonio Mortari. “O advogado estava advertindo ao sócio minoritário que poderia existir fraudes nos documentos dos sócios majoritários. Os sócios que adquiriram parte da empresa deram como pago terras da Bahia e o advogado acreditava que essas terras não existiam. As investigações apontam que esses alertas teriam motivado a tentativa de homicídio contra o advogado ”, afirmou Thereza.

A delegada informou ainda que as investigações continuam e há suspeita de que outras pessoas estejam envolvidas no caso.


Fonte: Com informações da SSP