Sergipe

05/12/2016 às 10h05

Ônibus da Cidadania leva serviços e conscientização sobre os direitos das pessoas com deficiência

Redação Portal A8

A Coordenadoria Geral e o Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos do Ministério Público de Sergipe em parceria com a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setransp), Conselhos Estadual e Municipal da Pessoa com Deficiência e o Centro de Apoio dos Direitos Humanos (Caop) estão realizando nesta segunda-feira (5), na área do Terminal de Integração, próximo aos Mercados Centrais de Aracaju, um evento educativo e de conscientização em comemoração ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. A equipe está levando o “Ônibus da Cidadania”, onde a população aracajuana poderá fazer reclamações, tirar dúvidas ou dar sugestões sobre a acessibilidade das pessoas com deficiência no transporte público.

"Nos unimos para poder proporcionar melhora dos serviços quanto ao transporte público de pessoas com deficiência. Essa temática foi eleita porque é uma grande demanda dentro dentro do gabinete das promotorias de idoso, como também de pessoas com deficiência, a respeito de plataformas lavatórias como a da má circulação de ônibus locais, assim como também o passe-livre. Resolvemos unir forças nesse segmento na data de hoje aqui no estacionamento do mercado com intuito de dar maiores soluções e encaminhamentos a essas demandas", explicou Cecília Nogueira, promotora de justiça dos Direitos Humanos do Ministério Público de Sergipe.

A promotora lembrou ainda que o Ministério Público em parceria com esses demais órgãos tem mais eficacia e rapidez para dar resolutividade às necessidades desse público. "Existem alguns tipos de serviços prestados tais como o 'Atende' que a Secretaria Municipal de Saúde proporciona àqueles que não podem, de acordo com sua deficiência, ocupar o transporte público regular, e precisam de transporte diferenciado. Existe também a pesquisa de quem já solicitou o serviços do Aracaju Card, que é o passe-livre, hoje faremos aqui os encaminhamentos necessários. Aqui também vamos ter os conselhos estaduais e municipais para fazer o levantamento dessas demandas específicas. Teremos também o serviço da ouvidoria da SMTT que atende o problema das plataformas elevatórias que é um problema super recorrente das pessoas com deficiência. A SMTT vai tratar também da questão da conscientização e sensibilidade dos próprios motoristas com relação a essas pessoas. Tudo isso vai funcionar aqui passando diretamente pelos servidores do MP e encaminhamento às mesas dos órgãos específicos para que as pessoas com deficiência já saiam com uma solução, com algum tipo de encaminhamento", detalhou a promotora.