Sergipe

21/09/2016 às 09h14

Sindicato confirma greve dos garis no próximo sábado

Redação Portal A8

A partir do próximo sábado (24) os trabalhadores da limpeza urbana que atuam pela empresa Cavo paralisarão as atividades. A decisão foi unânime entre a categoria, que vem sofrendo com a carga excessiva de trabalho, não pagamento de horas extras e condições de trabalho.

Segundo o Sindicato, a decisão surgiu após a veiculação de uma nota da Empresa Cavo desde a noite da última segunda-feira (19), acusando o Sindicato dos Trabalhadores da Limpeza Pública e Comercial de Sergipe (Sindelimp) de impossibilitar a saída de caminhões da garagem da empresa, a direção do Sindelimp vem a público esclarecer alguns fatores. Na manhã da segunda-feira, os trabalhadores da limpeza urbana estavam convocados para uma assembleia com intuito de discutir as condições de trabalho destes profissionais.

A reunião aconteceria a partir das 6h com prazo até as 8h. Arbitrariamente, a Cavo não permitiu que os funcionários participassem da assembleia e sequer conversassem com os dirigentes sindicais, causando uma revolta em todos os trabalhadores. O ato realizado pelos funcionários em frente à garagem foi uma consequência da atitude da própria Cavo, que no entender do Sindelimp, confrontou as leis que vogam pela liberdade sindical, descumpriu o acordo coletivo firmado entre as partes para o corrente ano e agrediu a CLT e Constituição Federal no que se refere à dignidade da pessoa humana. 

Nota da Cavo

A assessoria da Cavo informou que foi surpreendida na segunda-feira (19), dia de maior demanda de coleta de lixo em Aracaju, com um movimento do sindicato por quase três horas o que atrasou a prestação do serviço. A Cavo informou que não foi procurada pelo Sindicato para discutir os motivos da paralisação. Na nota a empresa também reiterou que está sempre aberta ao diálogo e continuará a mobilizar todos os esforços para prestar um serviço de alta qualidade em Aracaju.