Sergipe

08/09/2016 às 07h21

Segunda parcela do Programa Mão Amiga Cana já está disponível para saque

ASN

Desde a última terça-feira (06) os cortadores de cana-de-açúcar inscritos no Programa Mão Amiga já poderão realizar o saque da segunda parcela do benefício, no valor de R$ 190,00, nas agências e pontos Banese. O valor total disponibilizado pelo Governo de Sergipe para esta parcela é de R$ 604.580,00, o que corresponde ao pagamento de 3.180 beneficiários.

Executado através do Departamento de Inclusão Produtiva da Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh), o programa busca amenizar os efeitos do desemprego que atinge os agricultores no período da entressafra do cultivo, pagando quatro parcelas do benefício aos trabalhadores dos 20 municípios sergipanos de atividade sulcroalcooleira. São eles: Areia Branca, Capela, Divina Pastora, Japaratuba, Japoatã, Laranjeiras, Malhada dos Bois, Maruim, Muribeca, Neópolis, Nossa Senhora das Dores, Pacatuba, Riachuelo, Rosário do Catete, Santa Rosa de Lima, Santana do São Francisco, Santo Amaro das Brotas, São Cristóvão, São Francisco e Siriri.

Criado em 2009, o Programa de Transferência de Renda e Geração de Cidadania 'Mão Amiga' também atende a 14 municípios sergipanos da citricultura, já tendo beneficiado 4.312 catadores de laranja entre janeiro de 2015 e junho deste ano. No total, de janeiro do ano passado até o presente momento, o Governo de Sergipe já transferiu mais de R$ 8,5 milhões para o programa, considerando as suas duas vertentes [Cana e Laranja].

Em contrapartida, os beneficiários devem participar de seminários de capacitação, promovidos pela própria Seidh, nas localidades em que residem, conforme explica Heleonora Cerqueira da Graça, diretora do Departamento de Inclusão Produtiva. “Em todas as edições do programa, há um calendário de realização dos seminários, que versam sobre os mais variados temas de interesse do homem do campo. Participar é uma condição primordial para que eles recebam a quarta e última parcela”, explica.  


Fonte: ASN