Sergipe

06/09/2016 às 14h32

IML aponta agressão como causa da morte de criança desaparecida em Japoatã

SSP/SE

No final da tarde desta segunda-feira, 5, o Instituto Médico Legal (IML) da Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp) concluiu parecer sobre a identificação da criança Wallace Thiago, 4 anos, desaparecida desde o dia 4 de agosto, no município de Japoatã. A identificação realizada pela superposição por imagem da arcada dentária positivou que o corpo encontrado no povoado Poxim, no último sábado, 3, era a criança desparecida. 

Ainda de acordo com os exames realizados no IML, foi possível identificar a causa da morte da criança: choque hipovolêmico, ocasionado por ferimento em abdômen realizado por instrumento perfurocortante; e politraumatismo por instrumento contundente.

Já o trabalho de identificação foi realizado pela odontolegista, doutora em Odontologia Forense, Suzana Maciel, que através da superposição por imagem de arcada dentária obteve êxito na positivação do corpo. "Caso a técnica aplicada não obtivesse resultado seria necessário a solicitação de um exame de DNA, que não é feito aqui no Estado e levaria cerca de 30 dias para chegar o resultado", esclarece o diretor.

O laudo será encaminhado ao delegado Thiago Lustosa para conclusão do inquérito policial.


Fonte: SSP/SE