Sergipe

02/09/2016 às 14h19

Mais de 60 veículos roubados são recuperados em operação policial

SSP/SE

A Polícia Civil de Sergipe, por meio da Divisão de Combate a Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), apresentou na manhã desta sexta-feira, 2, detalhes da operação “Coroa de Flores”, deflagrada na quinta-feira, 1º. Na ocorrência foram presas 11 pessoas envolvidas com uma associação criminosa responsável pela prática de vários crimes relacionados a furtos, roubos, receptação e adulteração de veículos, tanto na capital como no interior do Estado.

Segundo o delegado Hildemar Rios, diretor do DRFV, as investigações tiveram início em março deste ano, após a identificação de um furto que ocorreu no bairro Inácio Barbosa em Aracaju. “Durante as investigações desse delito, descobrimos que havia uma associação criminosa responsável por vários crimes de roubos e receptação de veículos que atuava em Aracaju e em algumas cidades do interior do Estado. O grupo tinha um modus operandi específico, como a preferência por veículos modelo Corolla, bem como a escolha de vítimas que não oferecessem resistência à ação, a exemplo de mulheres e idosos”, detalha.

Com apoio da Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol), as investigações levaram à identificação de Bruno de Oliveira, 26 anos, líder da associação criminosa, tanto como mentor dos crimes, como da execução, e proprietário de um desmanche em Lagarto; João Ricardo Nascimento Rodrigues, vulgo “Suco”, 23, autor do disparo que vitimou um promotor de justiça em mais um roubo; José Carlos Oliveira Santos, “Galeguinho”; Alisson dos Santos Silva, 30; Jorge Luiz Cavalcante Bezerra, vulgo “Jorginho”, 23; João Victor Vieira da Costa Pinto, 23; Vilney Robert Brito Menezes Rocha, mais conhecido como “Neyzinho, 19; Victor Briant Brito Menezes Rocha, 21; Marcos Vinicius Neves Dourado, 26; e Charlesson da Silva Oliveira, vulgo ‘Vertinho’, 36 anos.

Dos 11 mandados cumpridos, dois haviam sido presos anteriormente em Nossa Senhora do Socorro. Cidade em que reside um dos principais nomes desse grupo criminoso, Alisson dos Santos Silva, atuante na prática de roubo e furto de veículos há anos, segundo relatos do delegado Hildemar.

As investigações continuam no intuito de identificar e localizar demais integrantes da associação criminosa, já que a polícia acredita ter diversas ramificações em vários Estados do país.

“Nós já tínhamos identificado até a operação cerca de 20 carros. Além desses, recuperamos ontem em Lagarto mais de 60 veículos, os quais vários foram roubados em Aracaju e em Sergipe, como um todo. Porém há veículos da Bahia, Alagoas, São Paulo, Goiás, Distrito Federal, entre outros. Isso mostra que o grupo não só atuava em Sergipe como também tinha conexão com criminosos de outros Estados", conclui Rios.

Efetivo

Participaram da operação, cerca de 60 policiais civis lotados no Complexo de Operações Policiais Especiais (COPE), Grupo Especial de Repressão e Busca (GERB), Departamento de Narcóticos (Denarc), além de equipes da DRFV e DIPOL.

Operação "Coroa de Flores"

O nome ‘Coroa de Flores’ faz alusão ao veículo de luxo Corolla, da fabricante Toyota, principal alvo do grupo criminoso. No latim, Corolla significa Coroa de Flores.


Fonte: SSP/SE